Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/11/2015 12:04

Motoristas reclamam dos buracos em rodovias interditadas em Itajá, GO

G1 GO

Motoristas que trafegam pelas GOs 302 e 178 reclamam da grande quantidade de buracos nas rodovias no perímetro urbano de Itajá, no sudoeste de Goiás. Diante da situação precária do asfalto, a Justiça mandou que o trecho fosse interditado para veículos pesados. A Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) e a prefeitura da cidade têm prazo máximo de 120 dias para recapear a pista.


Enquanto os reparos não são feitos, quem precisa trafegar pela região reclama dos desvios. “Tem buraco com força por aqui, não é fácil. A gente faz um desvio dentro da cidade para não ter que passar por aqui”, disse o motorista Tiago Augusto Francisco.


Apenas veículos de passeio podem trafegar pelo local. Montes de terra e veículos da Polícia Militar controlam a passagem na área interditada. Caminhões e carretas precisam seguir por um caminho que aumenta o percurso sem cerca de 50 km.


As rodovias dão acesso ao estado de Mato Grosso do Sul e a Lagoa Santa, cidade turística de Goiás. Turistas que passam pelo local também reclamam da situação. “Estou indo embora para São Paulo e acabei passando por aqui. E a situação está feia, sem condições”, disse o bombeiro Juliano Machado.


Condutores reclamam que a situação já dura três anos e que são feitos pequenos reparos, mas que logo o problema retorna. De acordo com a decisão judicial, a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) e a Prefeitura de Itajá têm 72 horas, a partir da notificação, para iniciar as obras e fazer a sinalização nas rodovias e também nas três avenidas principais da cidade que dão acesso às GOs.


A Agetop informou que ainda não foi notificada da decisão judicial até a manhã desta terça-feira (3).
O G1 tentou contato com a Prefeitura de Itajá, mas as ligações não foram atendidas até a publicação dessa reportagem.


Conforme a decisão, a obra deve ser concluída em até 120 dias. Em caso de descumprimento, foi estipulada multa diária de R$ 2 mil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)