Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

04/06/2011 13:32

Motorista de Audi ‘voa’ após derrubar árvore na capital

Campo Grande News/ Nadyenka Castro e Paula Maciulevicius
Campo Grande NewsCampo Grande News

“Nós pensamos que era um caminhão, uma carreta, com barulho que fez. Aí eu desço e vejo o motorista fora do carro, ao lado do motor que estava pegando fogo”, conta Leni Carvalho Thielmann sobre a cena que viu por volta da 1 hora deste sábado, na avenida Via Parque, esquina com a rua Arcênia, sentido bairro/centro, em Campo Grande.

O que Leni ouviu e viu foi o resultado da colisão do Audi conduzido por Ralfer Yoshiharu Teruya, 24 anos, em uma árvore e depois no portão de uma residência.

Com o impacto, o motorista, o motor e o estepe foram arremessados do interior do carro. O jovem caiu na calçada, ao lado dele, o equipamento que faz o veículo funcionar. O automóvel subiu na calçada, derrubou a árvore e parou no portão, o qual ficou danificado, assim como a cerca elétrica.

Há marcas de frenagem no asfalto por cerca de 10 metros antes da colisão, próximas a primeira placa indicadora da presença de radar com velocidade máxima permitida de 60 Km/h. Na calçada e até dentro da casa ficaram estilhaços de vidro, de lataria do carro e óleo.

O Audi ficou destruído. Só não houve danos na lateral direita traseira. O condutor, único ocupante do carro, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros para a Santa Casa com corte profundo na cabeça, ferimento no olho esquerdo e fratura na perna direita.

Leni mora em um sobrado na rua Santa Bárbara e assistia televisão quando ouviu o barulho. Ela foi para o local e viu o carro destruído em cima da calçada. “ A frente, do lado do motorista, simplesmente abriu. O motor do carro e o motorista voaram”, diz.

Ao chegar no local do acidente a moradora conversou com o motorista de uma caminhonete que disse a ela ter visto a colisão e também o Audi momentos antes.

Segundo Leni, o condutor do utilitário relatou que o carro de passeio trafegava a aproximadamente 180 Km/h pela avenida e por este motivo ele reduziu a velocidade pensando que poderia acontecer algum acidente.

A moradora fala que ficou desesperada diante do que testemunhou. “A gente fica tão desesperada em querer ajudar”. Foi ela quem sinalizou o local.

Outros acidentes- O redutor de velocidade foi colocado no local porque os moradores não agüentavam mais tantos acidentes e se mobilizaram. “Nós pedimos e demorou dois anos. A prefeitura precisava de 500 assinaturas e nós conseguimos”, lembra Gabriela Martins.

Um dos acidentes aconteceu em agosto de 2008 e resultou na morte de dois rapazes e outros feridos. Anastácio da Silva Yarzon Ortiz, que não tinha Carteira Nacional de Habilitação, bateu o carro que conduzia no veículo onde estavam as vítimas. Ele seguia pela Santa Bárbara e o outro automóvel pela Via Parque.

Também morador na região, Cid Martins lembra que há dois anos um caminhão bateu no portão de uma casa. “Tem muito acidente em toda a cidade”, diz.

Para Guilherme Thielmann a avenida larga contribuiu para que os motoristas trafeguem em alta velocidade e quando chegam nas proximidades do radar eles freiam e alguns perdem o controle da direção, o que pode ter acontecido com Ralfer.

Segundo Guilherme, há uma conveniência nas proximidades e muitas pessoas saem do comércio dirigindo pela via.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)