Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

27/05/2014 17:10

Mortes no trânsito e suicídio crescem e põem MS na ponta do ranking

Campo Grande News

De 2002 a 2012, as mortes no trânsito e o número de suicídios aumentaram e colocaram Mato Grosso do Sul na ponta do mapa nacional da violência.

Conforme o levantamento, baseado no Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde, no período, o número de óbitos decorrentes de acidentes de trânsito cresceu 32,2%, enquanto os suicídios registraram elevação de 24,3% em uma década.

Os dados colocaram Mato Grosso do Sul na 3ª posição do ranking dos estados com maior número de suicídios e oitavo no quesito mortes no trânsito.

Em 2012, 830 pessoas foram a óbito nas ruas contra 628, em 2002, quando saiu o primeiro mapa da violência. Comparando a 2011, houve uma retração de 3,8%.

Quando o assunto é taxa de óbito no trânsito, a cada 100 mil habitantes, 33,1 são vítimas fatais. Em 2002, o índice era de 29,3, um aumento de 12,9% nos últimos 10 anos do levantamento.

Os dados deixam em alerta as autoridades, principalmente, por conta da vulnerabilidade dos motociclistas, que são as principais vítimas, em Mato Grosso do Sul.

O problema, segundo especialistas, é mundial, mas a taxa de mortes no trânsito, em Mato Grosso do Sul, é superior a média nacional, de 23,7, a cada 100 mil habitantes. Para piorar a situação, a onda de acidentes vem crescendo.

Só em abril deste ano, morreram 25% pessoas a mais do que no mesmo período de 2013, na Capital. Foram 10 óbitos contra oito e os motociclistas foram as principais vítimas, com seis casos.

Nesta terça-feira (27), três pessoas morreram e outras ficaram feridas depois de uma colisão entre uma carreta e uma van. O acidente ocorreu durante a madrugada, na MS-080, na saída da Capital para Rochedo.

Suicídios - No quesito suicídio, Mato Grosso do Sul ocupa a desconfortável terceira posição no ranking nacional, com taxa de 8,4 mortes, a cada 100 mil habitantes. A média nacional, por sua vez, é de 5,3 casos.

Em 2012, 210 pessoas se mataram no Estado contra 169, em 2002, um aumento de 24,3%. Em 2011, foram 209 casos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Quinta, 22 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)