Cassilândia, Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020

Últimas Notícias

07/08/2020 11:20

Mortes aumentam e relatório recomenda lockdown por mais 7 dias em Aquidauana

Aquidauana tem ao todo 551 casos confirmados e 18 mortes por coronavírus

Midiamax
Mortes aumentam e relatório recomenda lockdown por mais 7 dias em Aquidauana

Depois de uma semana em regime de lockdown, a cidade de Aquidauana começou a voltar à rotina a partir desta sexta-feira (7). Com um aumento no número de casos e de mortes por coronavírus, principalmente em aldeias indígenas, a cidade ficou em lockdown por sete dias como uma medida para controlar a doença. Entretanto, estudo recomenda que cidade estenda o lockdown por pelo menos mais uma semana.

Um relatório elaborado por pesquisadores da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e UFOB (Universidade Federal do Oeste da Bahia) aponta que a microrregião de saúde de Aquidauana inspira cuidados e medidas mais restritivas para evitar o avanço do novo coronavírus na região.

O relatório mostra comparações entre os dias 18 de julho e 1º de agosto, mostrando que em uma escala de 1 a 5, Aquidauana e Miranda foram enquadrados no nível de alerta 4. Anastácio e Dois Irmãos do Buriti no nível de Alerta 3, Nioaque no nível de Alerta 2 e Bodoquena no nível de Alerta 1. “Percebemos um avanço bastante acelerado da doença e não é hora de afrouxar medidas de restrições”, explica Eva Teixeira dos Santos, doutora em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste, professora e pesquisadora da UFMS.

O relatório ainda analisou a efetividade do lockdown de uma semana em Aquidauana. Pesquisadores recomendam que a Prefeitura avalie diariamente a situação do coronavírus no município e considere os avanços do Covid-19 nos últimos 14 dias. A pesquisadora Eva Teixeira dos Santos sugere, ainda, a ampliação desse período por mais sete dias.

Apesar de alguns municípios estarem em na escala 2 ou 1, como é o caso de Nioaque e Bodoquena, as medidas de prevenção ao coronavírus não podem relaxar. “Às vezes as pessoas veem o nível de Alerta 2 e 1 e acham que a doença está ‘leve’ nesses municípios. Esclarecemos que alerta é alerta. Se está em alerta é porque já saiu da normalidade”, alertou o professor e pesquisador da UFGD, Adeir Archanjo da Mota, doutor em Geografia e especialista em Geografia da Saúde.

A pesquisadora e professora da UFOB, Fernanda Vasques Ferreira, ainda recomenda que os gestores comuniquem sobre o coronavírus de forma adequada. Segundo ela, o diálogo com a população precisa ser constante e ainda é preciso parar com a distinção de economia e pandemia.

 

“O que é melhor: parar tudo e recomeçar gradativamente e com segurança ou colapsar o sistema de saúde e abrir covas rasas?”,questionou a jornalista que tem pesquisa na área de comunicação, saúde e políticas públicas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 01 de Dezembro de 2020
Segunda, 30 de Novembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)