Cassilândia, Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020

Últimas Notícias

27/10/2020 14:52

Morre policial que pilotava helicóptero da Força Nacional que saiu de MS e caiu

Última atuação de policial foi na Operação Pantanal II, em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

Dayene Paz, Midiamax
Imagem: Força Nacional - DivulgaçãoImagem: Força Nacional - Divulgação

Morreu na madrugada desta terça-feira (27), o agente da Polícia Civil do Distrito Federal, Renato de Oliveira Souza, que pilotava o helicóptero da Força Nacional que caiu no Pantanal no dia 8 de outubro. O helicóptero saiu de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, e caiu na região de Porto Jofre, em Poconé (MT). Três ocupantes se feriram. As causas da queda não foram divulgadas.

Renato e os outros dois tripulantes foram socorridos com apoio de outro helicóptero. Ele recebeu alta 13 dias depois, na quarta-feira, 21 de outubro. No entanto, passou mal na noite de segunda (26), com falta de ar. O policial chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu em uma Upa (Unidade de Pronto Atendimento) do Rio de Janeiro. A suspeita é de tromboembolismo pulmonar.

O policial de Brasília chegou a ficar internado no hospital de Cuiabá antes de retornar ao Rio, onde mora a família.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) lamentou a morte do policial. Entre as lembranças da trajetória profissional, o órgão citou que ele atuou em vários estados, comandando a aeronave Nacional 01. Destaque para operações que atuou na Força Nacional, estão as Olimpíadas Rio 2016 e Brumadinho (MG). A última atuação pela Força Nacional foi na Operação Pantanal II, em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública reconhece e agradece ao policial Renato de Oliveira Souza por seu profissionalismo e dedicação pelo País. Aos familiares e amigos, manifestamos nosso sentimento de solidariedade”, divulgou o Ministério da Justiça, em nota.

Acidente
O helicóptero saiu de Corumbá com destino ao aeródromo de Porto Jofre. No entanto, cerca de 13 quilômetros antes de chegar ao destino, caiu, ferindo o piloto, o copiloto e um tripulante. Renato foi resgatado com Luiz Fernando Berberick, da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ), e o 2° sargento da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) Emerson Miranda Martins.

 

Os três foram socorridos por outro helicóptero. O piloto sentia dores abdominais, o tripulante, sargento da Polícia Militar, teve fratura exposta na perna e o copiloto tinha ferimentos leves. Eles foram encaminhados para uma unidade de saúde em Cuiabá.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 01 de Dezembro de 2020
Segunda, 30 de Novembro de 2020
08:20
Cassilândia
07:03
Cassilândia/Paranaiba/Inocência, Chapadão, Costa Rica, Aparecida
Domingo, 29 de Novembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)