Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

14/03/2006 07:52

Morar em áreas rurais faz bem à saúde respiratória

Agência Notisa

Segundo estudo realizado na Escócia, tais regiões apresentam menor prevalência de asma e de outros sintomas respiratórios, como o chiado.

Morar em áreas rurais é bom para a saúde respiratória? Em boa parte dos casos, sim. Pelo menos essa foi a conclusão de um estudo realizado na Escócia com o objetivo de investigar a epidemiologia da doença respiratória no país. Participaram do estudo 4.560 adultos registrados em pelo menos uma das 57 unidades de assistência familiar (22 rurais e 35 urbanas) em todo o país. O artigo sobre o estudo foi publicado na revista “Chest”.

Os dados dos pacientes foram coletados através de questionário via correio, abrangendo idade, sexo, fatores socioeconômicos, hábitos de fumo, doenças selecionadas (principais doenças respiratórias e atópicas e outras condições significativas), sintomas respiratórios, uso de medicamentos e serviços de saúde, além de qualidade de vida. A percentagem de resposta foi de 60%.

Segundo o texto, os moradores de áreas rurais mostraram significativa baixa prevalência de rinite, asma e eczema/dermatite. “Essas regiões foram menos relacionadas com queixas de tosse persistente e sintomas diferentes indicativos de asma (tipos de falta de ar e chiado) do que áreas urbanas”, afirmam no artigo Lisa Iversen, Philip C. Hannaford, David B. Price e David J. Godden, pesquisadores da University of Aberdeen, UK, responsáveis pelo estudo.

O texto destaca, ainda, que “morar em uma área rural foi associado a menor prevalência de asma, mas não a outras doenças respiratórias crônicas, e a uma baixa prevalência de alguns sintomas respiratórios (incluindo chiado)”.

Por fim, os pesquisadores concluíram que, mesmo nos casos de outras doenças crônicas em que a prevalência encontrada não diferiu entre as regiões rural e urbana, a qualidade de vida das pessoas que moravam no campo era consideravelmente melhor. “Participantes de áreas rurais queixando-se de DPOC ou enfisema, ou mesmo tosse tinham qualidade de vida significativamente superior com relação aos participantes das áreas urbanas”, destacam no texto.

Agência Notisa (jornalismo científico - science journalism)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)