Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/10/2007 15:39

Modernização transforma Procon de MS

Informatização, interligação com outros órgãos, cursos e novas leis transformaram o Procon de Mato Grosso do Sul em um dos mais modernos do Brasil. “O consumidor está mais respaldado, mais consciente, temos uma equipe ágil e estamos tendo maior respeito por parte dos fornecedores”, garante o superintendente do Procon, Wiliam Douglas de Souza Brito. A transformação do Procon em autarquia ou fundação e a criação de núcleos regionais do Procon estadual são alguns projetos em estudo pelo governo estadual.

Em cinco meses de informatização, o Procon, superintendência ligada à secretaria estadual de Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária (Setass), passou a operar ligado ao sistema de todo o Brasil. A média de atendimento diária passou de 54 para 102 consumidores. No total, são 16 atendentes, divididos em dois turnos de trabalho, que passaram por treinamento e cursos.

De maio até agora, 45% das reclamações são em relação aos serviços essenciais (água, energia elétrica, telefonia...),26% assuntos financeiros, 17% produtos (troca, defeito), 10% serviços privados e 2% outros. Do total, 76% foram feitas pessoalmente e 24% por telefone.

Outro dado interessante é que as mulheres foram responsáveis por 52% das reclamações e os homens por 48%. A faixa etária de 31 a 50 anos foi a que mais registrou reclamações durante o período. As pessoas acima de 50 anos e com menos de 20 anos quase não aparecem nas estatísticas.

Atualmente, toda a parte de estatística do órgão está informatizada e é possível obter informações detalhadas sobre as reclamações, como por exemplo, a faixa etária do consumidor e até o bairro com o maior número de pessoas que procuraram o Procon. “Hoje, temos condições de fornecer para uma empresa todos os dados sobre as reclamações recebidas para que o fornecedor realize as adequações necessárias para sanar os problemas”, conta Wiliam, lembrando que também há um controle da média de tempo no atendimento realizado pelos técnicos do órgão.

Com a publicação hoje (09) do decreto número 12.425, que dispõe da apuração de infrações às normas de proteção e defesa do consumidor no Procon, o órgão se tornará mais ágil e menos burocrático. O decreto também cria um cadastro de reclamações fundamentadas em Mato Grosso do Sul e a inclusão também das reclamações no Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas (Sindec), além de fixar os valores das multas aplicadas nas infrações, obedecendo a critérios relativos à gravidade da infração, à vantagem auferida e à condição econômica do fornecedor.

Projetos

De acordo com o superintendente do Procon, o governador André Puccinelli já autorizou um estudo para a transformação do Procon em autarquia ou fundação. Desta maneira, o Procon teria maior autonomia administrativa e financeira, além da possibilidade de firmar parcerias e convênios.

Outro projeto em discussão é a criação de núcleos regionais do Procon no interior do Estado. Atualmente, existem apenas 15 municípios que possuem Procon, mas nesse caso são ligados ao Procon/MS. “Estamos fazendo até uma campanha, mas depende de uma decisão política do município. Com os núcleos regionais, queremos estar presentes em todas as cidades do Estado”, finaliza Wiliam.



Ms Notícias

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)