Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/01/2008 08:54

Missão tentar restabelecer status sanitário de MS

Fernanda Mathias - Campo Grande News

Uma missão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, está na França, onde tenta junto à OIE (Organização Internacional de Epizootias) restabelecer o status sanitário de Mato Grosso do Sul e outros 10 estados brasileiros, além do Distrito Federal. Caso haja uma manifestação positiva, o Estado pode pôr fim a restrições para exportação de carne bovina que vigoram desde outubro de 2005, quando ocorreram focos de febre aftosa em Eldorado, Mundo Novo e Japorã.

A defesa de Mato Grosso do Sul, Paraná, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Tocantins, Bahia, Sergipe e no Distrito Federal, estava prevista para ocorrer nesta quinta-feira. A OIE avaliará a consistência técnica-científica do relatório preparado pela SDA antes de remetê-lo ao seu comitê científico, segundo o Mapa. “Nós estamos seguros de que o trabalho foi realizado a contento. Com o reconhecimento que nós esperamos obter da OIE, o Brasil terá cerca de 90% do rebanho bovino do país como livre de aftosa com vacinação”, diz o diretor interino do Departamento de Saúde Animal da SDA, Guilherme Marques

Os técnicos do Ministério elaboraram relatório detalhado que demonstra a ausência de circulação do vírus da febre aftosa nos estados. O superintendente federal de Agricultura de Mato Grosso do Sul, Orlando Baez, afirma que no caso de Mato Grosso do Sul a última coleta totalizou 35 mil amostras e nenhuma foi reagente. “A febre aftosa é uma página virada”, garante.

Ele diz que se a OIE aceitar os argumentos brasileiros é só questão de tempo para que mercados que estavam fechados para a carne brasileira retomem as compras. “O status é retomado a partir do momento que oficializarem a decisão, este mês ou mês que vem”, diz.

Rastreabilidade Superado o problema da aftosa, a pecuária ainda terá que avançar muito quanto à rastreabilidade. Em Mato Grosso do Sul somente 3,5 milhões de bovinos estão rastreados conforme as regras vigentes o que não chega a 15% do rebanho total do Estado. São 1,4 mil propriedades incluídas no sistema de rastreabilidade, número que desagradou a última missão européia, que esteve no Brasil no fim do ano passado. Uma nova missão virá entre março e abril.

Baez diz que a rastreabilidade inevitavelmente terá de ser adaptada pelos pecuaristas, porque a tendência é que além da Europa, outros mercados possam colocar a rastreabilidade como condição para compra, além do próprio mercado interno, destino da maior parte da produção. “Vai chegar um ponto em que o consumidor vai ter que entender como o animal foi criado, manejado,as vacinas que recebeu. É uma questão de segurança alimentar”, diz. Os criadores argumentam que o sistema extensivo da pecuária do Brasil impõe dificuldades muito maiores que o sistema europeu para implantação da rastreabilidade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)