Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/05/2008 15:06

Missão da OIE virá a MS em 60 dias

Uma missão da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) virá a Mato Grosso do Sul para verificar as informações que faltaram para que o estado obtivesse o status de Área Livre de Febre Aftosa com Vacinação. A informação foi divulgada pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (FAMASUL) que esteve agora pela manhã, em Paris, com o governador de MS, André Puccinelli, e a secretaria de Produção e Turismo, Tereza Cristina Correa da Costa Dias com o diretor geral da OIE, Bernard Vallat, o delegado da entidade, Romano Marabelli, e o presidente da Comissão de Pesquisa, Vicenzo Caporare.

O presidente da FAMASUL afirmou que faltaram algumas informações para que MS recebesse o status de Área Livre. “Foi uma decisão momentânea e o Estado deve recuperar o status na próxima avaliação”, comentou. Ademar teve a oportunida de de apresentar o programa Sanidade sem Fronteira, durante a reunião. A parceria com o Paraguai e a alocação de recursos para a continuidade do projeto foram essenciais para que a Missão da OIE verifique in loco a implantação do programa focada nos assentamentos, áreas indígenas e pequenas propriedades rurais.

A OIE declarou nesta terça-feira (27), durante a 76ª Sessão Geral Plenária da Organização, em Paris, a liberação de 10 estados brasileiros mais o Distrito Federal e adiou para julho a avaliação sobre o status sanitário de Mato Grosso do Sul. Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Tocantins, além do Distrito Federal, retomam o reconhecimento vigente até 2005, quando foram diagnosticados eventos sanitários no Mato Grosso do Sul e Paraná.

Com o anúncio, 14 Estados brasileiros, além do Distrito Federal, passam a ter este reconhecimento, dos quais Rio Grande do Sul, Rondônia e Acre são con siderados livres de aftosa com vacinação e Santa Catarina, l! ivre da doença sem vacinação. Tais unidades da federação já detinham este status sanitário junto a OIE.

O presidente da FAMASUL retorna ao Brasil na quinta-feira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)