Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/10/2005 15:27

Missa de 7º dia de Helena Meirelles será amanhã às 20h

Aline dos Santos / Campo Grande News

A missa de sétimo dia da violeira Helena Meirelles, 81 anos, será realizada amanhã, dia 6, às 20h, na igreja São José. A celebração para lembrar a Dama da Viola será marcada pela presença de músicos que a irão homenagear através do som da viola.

Helena morreu na última quinta, dia 29 de setembro, em função de uma parada cardiorrespiratória. A igreja está localizada na rua Pedro Celestino, 1.446.

Uma história de lutas - A violeira só conheceu o sucesso quase aos 70 anos, e ele veio bem distante de Mato Grosso do Sul, onde nasceu. Foi preciso que uma publicação dos Estados Unidos – que a classificou como uma das 100 melhores do mundo - se rendesse ao talento da instrumentista autodidata, para que os olhos do Brasil e de seus conterrâneos sul-mato-grossenses se voltassem à música de Helena.

Com o sucesso, vieram os cds (4 ao todo), os shows e o título de Dama da Viola. Expressão que a uniu para sempre ao instrumento ao qual dedicou a vida. Mulher de têmpera, para fazer sua canção tocar mais forte e cumprir o destino de dedilhar a viola ela não hesitou em ‘bater de frente’ com quem tentou dissuadi-la.

Precoce, aos nove anos disse ao tio –reconhecido tocador – que sabia tocar violão. Este, surpreso, desafiou a menina, e ficou espantado diante do talento da sobrinha. Mas, no início dos anos 30, música não era nem de longe ocupação destinada a uma mulher. E a alegria do tio não foi extensiva ao restante da família; os pais não viam com bons olhos a vontade da filha e ameaçavam cortar seus dedos caso desse prosseguimento à carreira de tocadora de viola. Ela respondia que tocaria mesmo com o toco dos dedos, evidenciando o temperamento forte e destemido.

Após dois casamentos desfeitos, Helena foi para o interior de São Paulo onde passou a tocar em prostíbulos. Numa dessas casas, conheceu o terceiro marido, que seria seu companheiro pelo resto da vida, e para desassossego da família veio para o Pantanal, ficando mais de 30 anos sem dar notícias.

Foi graças o retorno a São Paulo, que um de seus sobrinhos, impressionado com a música de Helena, enviou uma fita para a revista americana Guitar Player. Com o reconhecimento internacional, Helena - que traz no nome a insígnia da luz - conheceu os palcos iluminados dos teatros e o aplauso de grandes platéias.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)