Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/04/2009 19:10

Ministro vota pela manutenção da Lei de Imprensa

Luana Lourenço , Agência Brasil

Brasília - O ministro Maro Aurélio Mello votou hoje (30) pela improcedência total da ação movida pelo PDT contra a Lei de Imprensa. O ministro defendeu a manutenção de todos os dispositivos da lei até que o Congresso Nacional elabore uma nova legislação sobre o tema.

“Deixemos à carga dos representantes do povo brasileiro a edição de uma lei que substitua essa, sem ter enquanto isso o vácuo que só leva a uma Babel. A quem interessa o vácuo normativo: jornais, jornalista, cidadãos em geral? A resposta só pode ser negativa”, argumentou, durante leitura de seu voto.

Até agora, Marco Aurélio Mello foi o único ministro a votar contra a derrubada da Lei de Imprensa. Ele já havia votado pela manutenção da lei, quando o STF julgou em fevereiro de 2008 uma liminar que suspendeu 22 dos 77 artigos do dispositivo.

Até agora, seis ministros da Corte votaram pela derrubada da lei e dois pela revogação parcial, com manutenção de artigos que tratam de calúnia, injúria e difamação, controle sobre propaganda de guerra, perturbação da ordem social e atentados à moral e aos bons costumes.

No voto, Marco Aurélio Mello argumentou que, sem a Lei de Imprensa, somente as grandes empresas de comunicação teriam condições de se proteger “da má aplicação da lei comum” e as empresas menores e as iniciativas individuais “ficariam mais expostos ao jogo bruto do poder”. O ministro negou que a lei, editada durante a ditadura militar, restrinja a liberdade de informação.

“Não posso dizer que nossa imprensa hoje é uma imprensa cerceada pela Lei de Imprensa. Temos uma imprensa livre”, avaliou o ministro.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)