Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/10/2005 11:11

Ministro está em Mato Grosso do Sul

Fernanda Mathias e Marina Miranda

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, disse esta manhã, ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Campo Grande, que os recursos para combate sanidade a Mato Grosso do Sul, onde foi confirmado foco de febre aftosa no último sábado, saem “dentro dos próximos dias”. Serão R$ 3,5 milhões e outros recursos adicionais vão ser definidos em reunião que acontece esta manhã na prefeitura de Eldorado, a 435 quilômetros de Campo Grande, onde foi constatado foco da doença, na fazenda Vezozzo.
Rodrigues admitiu que a responsabilidade pelo foco deve ser compartilhada pelos governos federal, que não remeteu recursos para sanidade este ano e estadual, responsável por executar as ações, além do proprietário da área afetada.
Questionado sobre a possibilidade de se tratar de bioterrorismo, Rodrigues disse que se trata de uma fatalidade, porque mesmo áreas consideradas livres de doenças são atingidas, citando exemplo da Europa, cujo grau de rigor é elevado e onde foi constatada a EEB (Encefalopatia Espongiforme Bovina), o chamado “mal da vaca louca”. Porém, o ministro disse que “somente uma análise técnica vai definir o que aconteceu”.
Rodrigues tem duas agendas prioritárias relacionadas ao assunto. A primeira delas e a verificação in loco das ações que estão sendo desenvolvidas pelo governo do Estado e acompanhar os sanitários para contenção do foco, além de da discussão técnicas de ações conjuntas que podem ser desenvolvidas não só com o governo federal mas com estados vizinhos, que também sofre com embargo à carne já declarado por 32 países. Ontem Rodrigues remeteu à União Européia, onde estão 25 desses países, carta elencando trabalhos e hoje pretende ouvir os produtores da região de Eldorado. O ministro diz que o baque nas exportações era a conseqüência esperada para curto prazo, mas espera que os esclarecimentos sobre as medidas adotadas revertam a situação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)