Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

18/01/2006 14:10

Ministro diz que preço do álcool diminui esta semana

Benedito Mendonça - Abr

A previsão do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, é que a queda no preço do álcool nas usinas, fruto do acordo entre governo e produtores, deve chegar às bombas dos postos de combustíveis ainda esta semana. "Estamos detectando por que essa redução ainda não chegou aos postos. A razão mais tratada é que havia estoque na mão das distribuidoras aos preços anteriormente praticados", avaliou. "Então, é preciso construir esses estoques para que o reflexo do preço na usina surja na bomba. E acho que isso está por acontecer", acrescentou.

Na semana passada, o governo federal fechou um acordo com os usineiros para reduzir o preço do álcool anidro (usado na mistura com a gasolina, na proporção de 25%) de R$ 1,08 para R$ 1,05 para as distribuidoras.

Segundo o ministro, o ministério não sabe o preço pelo qual o álcool foi comprado pelas distribuidoras, mas, há uma diretriz para que o consumidor não seja prejudicado. "Talvez tenha sido adquirido a preços mais altos do que estavam sendo praticados antes do acordo. O Ministério das Minas e Energia vai convocar as distribuidoras e postos para começar nesta semana ainda", informou.

Sobre a elevação de aproximadamente 4,5% no preço do álcool nas bombas apontada na pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo (ANP) em cidades como Brasília e São Paulo, Rodrigues disse que, no âmbito das usinas de açúcar e álcool, o acordo foi implementado e os preços caíram abaixo do nível que foi combinado com os produtores, "não havendo nenhuma razão para que os preços na bomba subam".

Para a Federação Nacional do Comércio de Combustível e de Lubrificantes (Fecombustível), não houve aumento do preço do álcool como foi divulgado pela ANP. A assessoria de imprensa da entidade informa que foi enviado um ofício ao ministro das Minas e Energia, Silas Rondeau, no qual a Fecombustível nega que o aumento do preço do álcool hidratado constatado pela ANP, seja conseqüência da margem de lucro das distribuidoras.

De acordo com o presidente da entidade, Luiz Gil Siuffo Pereira, o aumento pode ter acontecido devido ao período de entressafra e em decorrência de uma maior demanda por veículos biocombustíveis (que usam tanto álcool como a gasolina).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)