Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/02/2004 08:21

Ministro anuncia safra recorde

Mapa Imprensa

A produção brasileira de grãos baterá um novo recorde, com um volume de 130,8 milhões de toneladas na safra 2003/2004, o que representa um acréscimo de 6,2% sobre a colheita anterior (123,2 milhões de toneladas). A informação foi dada hoje (19/02) pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, ao divulgar o terceiro levantamento da safra elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A estimativa indica um crescimento de 3,1 milhões de hectares na área plantada em relação ao período anterior, totalizando 47 milhões de hectares.

O ministro ressaltou que este ritmo de crescimento da área cultivada provocará um salto na produção agrícola no longo prazo. “Esse é um dado extremamente importante, porque, se mantivermos o crescimento neste nível, nos próximos 15 ou 20 anos teremos mais 30 milhões de hectares disponíveis para o plantio de grãos”, enfatizou. A expectativa de Rodrigues é de que os avanços tecnológicos da pecuária de corte e de leite vão permitir essa transferência de área hoje destinada à pastagem para o cultivo de grãos.

Neste terceiro levantamento da safra 2003/04 o ministro destacou o aumento da produção nas culturas de algodão, arroz e milho. “Estes produtos crescem tanto em volume de produção e em área plantada”. Rodrigues explicou que ainda não há estimativas quanto às perdas provocadas pelas enchentes no Nordeste, pois ainda é possível o replantio na região. O Ministério da Agricultura estuda, inclusive, a liberação de recursos para garantir a reposição de sementes aos produtores que tiveram prejuízos.

A estiagem no Mato Grosso do Sul e no Paraná, provocará, segundo a Conab, uma redução de 1,1 milhão de toneladas na safra de soja. Além disso, a cultura terá a produtividade afetada pelo avanço da ferrugem asiática. Mesmo assim, a oleaginosa alcançará um volume recorde de 57,7 milhões de toneladas.

O clima favorável no Rio Grande do Sul e o aumento da área plantada no Mato Grosso foram responsáveis por um acréscimo de 700,4 mil toneladas de arroz, em relação à pesquisa anterior. A produção totalizará 12,5 milhões de toneladas, numa área de 3,6 milhões de hectares, garantindo o abastecimento e reduzindo a necessidade de importação, que deve chegar, na avaliação da Conab, a 500 mil toneladas.

O clima também favoreceu a produtividade do milho (1ª safra), aumentando em 1 milhão de toneladas a produção em relação ao último levantamento. A estimativa é que a produção de verão chegue a 33,7 milhões de toneladas e a safrinha, 12,6 milhões de toneladas. A pesquisa mostra que o plantio da segunda safra está iniciando agora, com ligeiro crescimento no Paraná (5%) e Mato Grosso do Sul (3%), em detrimento do trigo, que não apresentou preços compensadores. No entanto, se as chuvas persistirem, pode haver atraso na colheita da soja e prejuízo no cultivo do milho safrinha.

O algodão deverá ter um crescimento expressivo, com produção estimada em 1,21 milhão de toneladas de pluma, incremento de 43,2% sobre a safra passada (847,5 mil de toneladas). A boa comercialização em 2003 e a excelente perspectiva para 2004 incentivaram a produção. Apenas em exportação, já existem registros de 350 mil toneladas de pluma. Problemas com a soja em algumas regiões, como o Oeste da Bahia, fizeram também com que os produtores optassem pelo algodão. Em Mato Grosso houve um incremento do chamado cultivo de safrinha, que ocorre entre janeiro e fevereiro. O estado registrou aumentou de 33% na safra de algodão.

O feijão sofrerá redução na área cultivada, com queda de 5,4%, totalizando 1,34 milhão de hectares. Apesar disso, devido ao aumento da produtividade, na primeira safra do grão, o País deverá colher 1,4 milhão de toneladas. Para a segunda safra, a estimativa é de crescimento de 9,3%, totalizando 1,36 milhão de toneladas. Neste levantamento, a Conab também consolidou os números da safra 2003 dos cereais de inverno. Para o trigo, a pesquisa apontou recorde de produção, chegando a 5,8 milhões de toneladas.

O ministro reafirmou sua preocupação com o escoamento da safra. Segundo ele, o excesso de chuvas dos últimos 40 dias trouxe problemas adicionais para o transporte de grãos pois piorou as condições de tráfego das rodovias. Rodrigues informou que o Ministério dos Transportes já deu início às licitações do programa emergencial de recuperação das estradas, onde serão investidos R$ 200 milhões.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)