Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/11/2017 10:40

Ministro afirma que país está preparado contra febre amarela no verão

Agência Brasil

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que o Brasil está preparado para enfrentar os meses de calor, entre dezembro e abril, quando pode ocorrer alta no número de ocorrências de febre amarela. Hoje, no Distrito Federal, foi registrada a morte cerebral de um homem suspeito de ter contraído febre amarela. O caso está sendo analisado para confirmar ou não a suspeita.

“Se precisar [vacinar] 20 milhões de pessoas, nós temos a estrutura pronta. Não haverá, espero, essa necessidade, porque nós ampliamos muito a cobertura [de vacinação] no ano passado”, afirmou o ministro. Preventivamente, ele explicou que qualquer situação parecida com febre amarela deve ser notificada, para que seja dada atenção especial.

No caso do Distrito Federal, o secretário de Saúde Humberto Fonseca afirmou que é remota a possibilidade de surto de febre amarela no local, ainda que o caso venha a ser confirmado. Ele explicou que um caso preocupa, especialmente, se for registrado em uma cidade desprotegida. “Brasília é uma cidade que tem cobertura vacinal excelente. Nós temos mais de 90% da população vacinada”, detalhou.

O Brasil adota o esquema de apenas uma dose da vacina durante toda a vida, de acordo com recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Por isso, quem já tomou a vacina contra febre amarela não precisa procurar o posto de saúde para reforçar a proteção. “Quem não tem a vacina ou não se lembra se fez ou não [a vacinação], procure uma unidade básica de saúde; nós temos bons estoques da vacina de febre amarela para fazer essa prevenção”, indicou Fonseca.

A febre amarela é causada por vírus transmitido pela picada dos mosquitos infectados. Não há transmissão direta de uma pessoa infectada para outra pessoa.

Os sinais e sintomas mais comuns são: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos que duram, em média, três dias. Nas formas mais graves da doença, podem ocorrer icterícia, insuficiências hepática e renal, manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)