Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/02/2007 18:11

Ministério descarta a difusão de aftosa na fronteira

Fabiane Sato

A Nota Técnica dos “resultados dos estudos de circulação do vírus da Febre Aftosa no estado de Mato Grosso do Sul”, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) foi apresentada hoje à imprensa. O relatório elaborado pelo diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Jamil Gomes de Souza, mostra que apenas os municípios interditados já em agosto de 2005 – Eldorado, Mundo Novo e Japor㠓traz ainda aumento significativos de reatividade em unidades primárias de amostragem”. Nos demais municípios, nas propriedades localizadas ao longo da fronteira com o Paraguai não foram identificadas reatividades.

“Na nota apresentada, o Ministério deixa claro que não houve outros focos da doença depois de 2005 e uma reiscindência em Março de 2006”, aponta o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (FAMASUL), Ademar Silva Júnior. Conforme o r! elatório, “os resultados obtidos nos estudos de avaliação de circulação viral, o Departamento de Saúde Animal considera que as ações sanitárias conduzidas nos focos de febre aftosa mostram-se suficientes para impedir a difusão do agente viral”.

Jamil Souza termina a nota informando que os municípios de Edorado, Japorã e Mundo Novo permanecem interditados, “devendo ser intensificadas as ações sanitárias, com destaque para o reforço da vacinação de bovinos com idade abaixo de 12 meses e para as ações d fiscalização e vigilância na região”.

A secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, Produção e Turismo (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, frisou que não existem novos focos da doença e nenhuma zona de restrição foi criada. “O Estado já é uma área de restrição comercial”, completou o presidente da FAMASUL.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)