Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/12/2012 10:36

Ministério da Agricultura apura caso de vaca louca no PR

Folha de São Paulo

O Ministério da Agricultura deve se pronunciar hoje sobre um possível caso de doença da vaca louca ocorrido no Estado do Paraná há cerca de dois anos.

Segundo a Folha apurou, o governo brasileiro aguarda o resultado de testes realizados no Reino Unido com amostras do animal para confirmar se de fato ocorreu a doença, inédita no Brasil.

O país é um dos principais fornecedores mundiais de carne bovina. Neste ano, as exportações deverão superar os US$ 5 bilhões.

Se o caso for confirmado, o produto brasileiro poderá sofrer restrições em vários mercados. No entanto, por se tratar de um caso isolado e passado, a extensão de um embargo tenderia a ser reduzida.

Atualmente, o Brasil tem um status de risco considerado \"insignificante\" na OIE (Organização Mundial para a Saúde Animal) para esse tipo de doença, ao lado de países como Argentina e Chile.

O caso mais recente de doença bovina de grandes proporções no Brasil foi a ocorrência de febre aftosa em Mato Grosso do Sul, em 2005, quando o país sofreu sérias restrições no mercado externo. Alguns países só voltaram a comprar a carne brasileira recentemente.

Os EUA foram o palco do mais recente caso de mal da vaca louca, em abril.

ENTENDA

A encefalite espongiforme bovina, nome científico do mal da vaca louca, foi identificada pela primeira vez no Reino Unido, em 1985.

A doença provoca a degeneração do sistema nervoso central.

A doença se caracteriza pela aparição de sintomas de nervosismo nos bovinos, que os leva invariavelmente à morte num período que pode variar de um a seis meses.

Nos humanos, a versão da encefalite espongiforme bovina leva o nome de mal de Creutzfeldt-Jakob. A doença provoca a perda da coordenação motora e leva o doente à demência e à morte.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)