Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

12/07/2016 06:45

Ministério cria comitê para sanidade de equídeos após problemas em resultados

Midiamax

O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) instituiu o Comitê Consultivo do Programa Nacional de Sanidade dos Equídeos (cavalos, burros e jumentos). A decisão saiu após a CRA (Comissão de Agricultura) encontrar inconsistências nos resultados no diagnóstico do mormo.

O comitê foi criado para colaborar na definição de políticas sanitárias para prevenção, controle e erradicação de doenças. A medida foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira (8). O Brasil tem, atualmente, cerca de 8 milhões de equídeos.

O grupo é formado por integrantes do ministério, como fiscais federais e o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, além de representantes de instituições científicas, entre elas a Universidade Federal de Pernambuco, o Instituto Biológico de São Paulo e a Associação Brasileira dos Médicos Veterinários de Equídeos.

O objetivo do PNSE (Programa Nacional de Sanidade dos Equídeos) tem o objetivo de combater doenças, através da fiscalização, controle de trânsito dos animais, estudos epidemiológicos, educação sanitária e intervenção imediata em caso de suspeita ou ocorrência de doenças de notificação obrigatória.

A doença, que acomete principalmente os equídeos, é contagiosa e pode ser transmitida ao homem. Em Mato Grosso do Sul já há confirmação em 11 cidades.

O mormo é uma doença bacteriana grave e contagiosa que ataca equinos, mas pode também ser transmitida ao homem e a outros animais. Os sintomas são corrimento nas narinas e nódulos nas mucosas nasais e nos pulmões do animal, sendo também frequentes casos assintomáticos. Constatada a doença, o cavalo é geralmente sacrificado para evitar a contaminação de outros animais.

Diagnósticos
Para que os exames sejam seguros, o presidente da Associação Brasileira dos Médicos Veterinários de Equídeos, Rui Vincenzi, defendeu a padronização dos procedimentos para evitar o que chamou de “dança de resultados”. Problemas com o envio de amostras, o acondicionamento e a temperatura, por exemplo, em sua opinião, afetam os resultados.

Atualmente, os Lanagro de Pernambuco e Pará são os mais capacitados para realizar o diagnóstico do mormo, explicou Leandro Barbieri, da Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa. O governo vem trabalhando para expandir essa rede, que conta com seis Lanagros e 28 laboratórios particulares credenciados nacionalmente, disse ainda. Do resultado desses exames, depende a decisão de suspender ou não as atividades de um haras e de sacrificar animais contaminados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)