Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/04/2006 16:04

Ministério atua em 3 frentes para combater turismo sexua

Irene Lôbo / ABr

O Ministério do Turismo atua em três linhas de ação para combater o turismo sexual no Brasil. Desde 2004, a campanha "Brasil, quem ama protege" leva informações para aeroportos, restaurantes e bares com o objetivo de sensibilizar as pessoas para o problema. O ministério também promove ações de qualificação das pessoas que trabalham com turismo, para ensinar como se deve proceder diante de um caso de exploração de crianças e adolescentes. Por último, o governo trabalha com empresários do turismo para mostrar a importância de proteger a infância e a adolescência do turismo sexual.

O coordenador do Programa de Combate ao Turismo Sexual do Ministério do Turismo, Sidney Costa, explica que já existe uma campanha nas embaixadas do Brasil no exterior para explicar como identificar as agências que oferecem turismo sexual no Brasil. "Eles são treinados para mostrar que o Brasil não é um país que aprova o turismo sexual, mostrando que a exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil é crime", afirma.

Um projeto-piloto executado na Itália, onde uma pesquisa identificou a formação de imagem negativa do Brasil em relação ao turismo sexual, começou a incentivar novos pacotes de turismo mostrando o Brasil com o turismo saudável. "Foi assinado um convênio com a UIL (União Italiana de Trabalho) para atingir o trabalhador oferecendo pacotes com preço reduzido para o turismo familiar", explica Costa. Segundo ele, o mesmo projeto será reproduzido na Holanda e na Itália.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)