Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

18/07/2005 14:56

Militares de 16 países participam de operação de paz

Agência Brasil/ Yara Aquino

Atentados terroristas, ajuda humanitária, tomada de reféns e combate ao tráfico de drogas são alguns dos 800 cenários que fazem parte das simulações da Operação de Manutenção da Paz Sul 2005. As simulações são virtuais (feitas em computador) e têm a participação de cerca de 400 militares que compõem as forças armadas de 16 países, sendo quatro da América Central e os demais da América do Sul. Estão presentes também representantes de agências da Organização das Nações Unidas (ONU) e outros organismos internacionais.

Na operação, está sendo usado um programa de computador em que foram criados dois países fictícios e onde um comando central cria situações iguais às vividas em campo durante operações de paz. Os militares, organizados em brigadas, interagem e tomam decisões diante dos acontecimentos. Ao fim do dia, os grupos se reúnem para fazer um balanço das atividades e analisar as soluções e medidas que foram adotadas.

O objetivo é compartilhar experiências e preparar os participantes para situações reais. O
subchefe do Exército Sul dos Estados Unidos, general John Furlow, disse que esta é uma oportunidade única de integrar militares que acumulam longa experiência em missões de paz e já atuaram em países como Serra Leoa e Haiti e outros que não ainda não participaram de tais operações.

Para o subchefe do Comando de Operações Terrestres do Exército brasileiro, general Manoel Morata, o exercício é importante para as forças armadas brasileiras, uma vez que o país paticipa hoje de nove missões de paz da ONU. "Trocando experiências, estaremos preparados para integrar essas missões", ressaltou Morata. Segundo ele, o chefe do próximo batalhão que irá para o Haiti, um dos países onde o Brasil atua, participa das atividades da Operação de Manutenção da Paz Sul 2005.

É a 11ª vez que a operação é realizada e a segunda em que ocorre no Brasil. Em 1997, o Exército brasileiro já havia coordenado o exercício. De acordo com o general Furlow, a operação de 2005 é a maior já realizada, em termos de número de militares e de estrutura. Entre os participantes está um ex-embaixador da ONU, Francis Okelo, que representa o secretário-geral da organização, Kofi Anan.

A Operação de Manutenção da Paz Sul 2005, que começou hoje (18), vai até o dia 28 deste mês, em Brasília.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 23 de Junho de 2017
Quinta, 22 de Junho de 2017
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)