Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/02/2005 15:12

Milho: Produtores de Chapadão protestam contra o preço

Famasul Notícias

Os produtores rurais de Chapadão do Sul vão segurar o milho em suas propriedades em protesto aos baixos preços pagos pelo produto. O Sindicato Rural do município está orientando os agricultores a comercializarem somente o necessário para pagar as contas mais urgentes. Hoje, em Chapadão está sendo pago pela saca do produto uma média de R$ 12. A exigência dos agricultores é que sejam pagos pelo menos R$ 16.

“Só assim será possível pagar o custo de produção sem termos prejuízos”, comentou o secretário-executivo do Sindicato Rural, Adão Hoffman. Foram plantados esse ano 15 mil hectares.

Conforme Hoffman o problema vai além do preço do milho. Ele diz que produtos como algodão e soja também estão sendo pagos com valor mais baixos e não devem cobrir o custo de produção.

Cotação em MS

Conforme a consultora da Casa Rural (Famasul/Funar/Senar), a economista Adriana Mascarenhas, apesar do preço da soja não ter mudado muito de um período para outro – hoje está cotado a R$ 12,50 e na safra 2003/2004 era R$ 13 – o custo de produção aumentou e isso trouxe sérios prejuízos aos produtores do Estado.

O consultor da Casa Rural e engenheiro agrônomo, Anderson Cesconeto, apontou que o custo da produção de milho aumentou 37,5% em relação à safra anterior. Na safra 2003/2004, o custo por hectare era de R$ 1.372,46, já na 2004/2005 foi de R$ 1.708,84. “Se compararmos com a safra 2002/2003, o custo de produção era de R$ 973”, comenta.

Em entrevista ao Canal do Boi, ontem (24), a diretora da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Tereza Cristina Correa da Costa Dias, falou que a união dos produtores rurais, tantos pecuaristas quanto agricultores, é essencial para mudar o quadro do agronegócio. “Os agricultores começam a também fazer sua suspensão de vendas para garantir sua sobrevivência na atividade”, diz.

Autor:
Fabiane Sato - Time Comunicação

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)