Cassilândia, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

28/02/2005 15:12

Milho: Produtores de Chapadão protestam contra o preço

Famasul Notícias

Os produtores rurais de Chapadão do Sul vão segurar o milho em suas propriedades em protesto aos baixos preços pagos pelo produto. O Sindicato Rural do município está orientando os agricultores a comercializarem somente o necessário para pagar as contas mais urgentes. Hoje, em Chapadão está sendo pago pela saca do produto uma média de R$ 12. A exigência dos agricultores é que sejam pagos pelo menos R$ 16.

“Só assim será possível pagar o custo de produção sem termos prejuízos”, comentou o secretário-executivo do Sindicato Rural, Adão Hoffman. Foram plantados esse ano 15 mil hectares.

Conforme Hoffman o problema vai além do preço do milho. Ele diz que produtos como algodão e soja também estão sendo pagos com valor mais baixos e não devem cobrir o custo de produção.

Cotação em MS

Conforme a consultora da Casa Rural (Famasul/Funar/Senar), a economista Adriana Mascarenhas, apesar do preço da soja não ter mudado muito de um período para outro – hoje está cotado a R$ 12,50 e na safra 2003/2004 era R$ 13 – o custo de produção aumentou e isso trouxe sérios prejuízos aos produtores do Estado.

O consultor da Casa Rural e engenheiro agrônomo, Anderson Cesconeto, apontou que o custo da produção de milho aumentou 37,5% em relação à safra anterior. Na safra 2003/2004, o custo por hectare era de R$ 1.372,46, já na 2004/2005 foi de R$ 1.708,84. “Se compararmos com a safra 2002/2003, o custo de produção era de R$ 973”, comenta.

Em entrevista ao Canal do Boi, ontem (24), a diretora da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Tereza Cristina Correa da Costa Dias, falou que a união dos produtores rurais, tantos pecuaristas quanto agricultores, é essencial para mudar o quadro do agronegócio. “Os agricultores começam a também fazer sua suspensão de vendas para garantir sua sobrevivência na atividade”, diz.

Autor:
Fabiane Sato - Time Comunicação

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 19 de Outubro de 2017
Quarta, 18 de Outubro de 2017
10:40
Goiás, Distrito Federal e São Paulo
10:00
Receita do dia
Terça, 17 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)