Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/11/2008 07:29

Milagre: Colisão mata médico, mas bebê de um dia é salvo

24horasnews

Uma colisão entre uma carreta carregada de milho e uma ambulância da Help Vida se constituiu em um dos acidentes mais violentos dos últimos anos e matou um médico. Apesar da violência, a tragédia preservou a vida de um recém-nascido de apenas um dia. Na pressa para salvar o bebê, que estava perdido nos destroços dentro do mato e no escuro, alguém involuntariamente ainda chegou pisar sobre seu corpo. Mesmo assim o pequeno ainda sem nome, de um quilo e 900 gramas sobreviveu e passa bem.

O acidente, segundo o patrulheiro Roni Figueiredo, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) aconteceu às 5h10 de ontem, no quilômetro 382 da BR-364 a cerca de 20 quilômetros de Cuiabá. Uma ambulância da Help Vida placa KAH-0911, dirigida por Geovane Moreira da Silva, de 28 anos, bateu 32.

Além do motorista que também saiu feridos, estavam Lázaro Eugênio Texeira, de 42 anos, auxuiliar, a enfermeira Laura Lílian Groth, 30, o bebê, e médico Roland Gerard Drechud Curvo, que teve o corpo multilado, inclusive com separação de cabeça e corpo entre as ferragens da ambulância.

A carreta Bitrem, placa AKO-6538, carregada de milho, dirigida por Ricardo Lima de Moura, de 28 anos, que saiu ileso, estava transitando de Cuiabá em direção a Rondonópolis, quando foi atingida de frente pela lateral da ambulância que vinha da cidade de Alto Araguaia com destino a um hospital de Cuiabá com um bebê com insuficiência respiratória em uma encubadora e no balão de oxigênio.

Segundo os primeiros levantamentos ainda preliminares da PRF, a ambulância teria invadido a faixa onde transitava a carreta em sentido contrário. “A princípio o acidente foi causado pela ambulância”, avaliou o patrulheiro Roni Figueiredo na manhã de hoje.

A colisão foi tão violenta, que destruiu totalmente a parte lateral esquerda da ambulância, justamente onde estavam o médico que morreu no local, a enfermeira que continua hospitalizada e o bebê, que agora está na encubadora da Santa Casa de Misericórdia.

Existiram comentários no local do acidente, que pela posição em que ficou o corpo do médico, ele teria se sacrificado no momento do acidente para salvar a criança.

Para se ter uma idéia da violência entre a carreta e a ambulância, os dois ficaram distantes um dos outro por quase 100 metros, inclusive a carreta foi parar dentro do mato e a ambulância se espatifou em um barranco às margens da BR-364. “Faz tempo que nós não registravámos um acidente tão violento nesta região”, comentou o patrulheiro Roni.

MILAGRE

A criança de apenas um dia que vinha numa encubadora dentro da ambulância da Help Vida foi jogada à distância, dentro do mato. O menino ainda sem nove é gêmeo com outro garoto da mesma idade que ficou com a mãe, Leidiane Ribeiro de Carvalho em outro hospital do Alto Araguaia.

O que mais chamou a atenção, além da violência da colisão e da morte tragédia do médico Roland Curvo – pai do médico e ex-deputado federal Tampinha -, foi o verdadeiro milagre que aconteceu com a menino, que já vinha no balão de oxigênio por ter nascido com insuficiência respiratória.

A encubadora onde estava o bebê foi jogada à distância juntos com os outros acessórios médicos e os medicamentos e tudo foi destruído.

“Foi um milagre. A encubadora foi destruída e o menor, que chegou a ser pisado por alguém, ficou por mais de meia hora sem o respirador artificial, e mesmo assim resistiu e sobreviveu”, destacou o patrulheiro Roni Figueiredo da Polícia Rodoviária Federal .

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)