Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

27/03/2006 15:14

Mil municípios não contam com médicos morando na cidade

Juliana Andrade/ABr

Cerca de mil municípios brasileiros não contam com médicos que moram na própria cidade. Ou seja, um em cada cinco municípios do país é atendido por médicos de outras regiões. Para chegar ao trabalho, muitos deles precisam acordar cedo, enfrentar estradas e trânsito. No consultório ou hospital, esses profissionais atendem uma comunidade da qual não fazem parte.

Segundo o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Francisco Campos, o levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina revela uma das dificuldades a ser enfrentada para melhorar o atendimento prestado à população no Sistema Único de Saúde (SUS).

O assunto será discutido na 3ª Conferência Nacional de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, que começa hoje (27) e vai até quinta-feira (30), em Brasília. As discussões vão ajudar o governo a desenvolver políticas para melhorar as ações de atenção à saúde. As propostas serão consolidadas num relatório, com sugestões ao Ministério da Saúde.

"Uma questão que pode ser colocada na conferência é que tipo de política pode descentralizar e incentivar os trabalhadores a irem para localidade do interior. É esse tipo de política que poderá melhorar a qualidade do atendimento nesses locais", destaca Campos.

Para o secretário, outra dificuldade que precisa ser enfrentada é a formação dos trabalhadores, em geral, ainda distante da realidade de muitos usuários do SUS: "Às vezes, a gente forma muito mais médicos voltados para o hospital do que aquelas pessoas que sabem ir até a comunidade, fazer o que o programa Saúde da Família propõe."

Francisco Campos ressalta que, apesar dos problemas, a experiência brasileira na área de recursos humanos em saúde é reconhecida internacionalmente como uma das mais avançadas. "O relatório mundial da saúde deste ano, que se dedica à questão dos recursos humanos, o único país que ele cita três vezes com três bons exemplos de recursos humanos é o Brasil."

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)