Cassilândia, Terça-feira, 26 de Janeiro de 2021

Últimas Notícias

23/11/2020 16:00

Método de combate à Dengue, Zika e Chikungunya será testado em Campo Grande

O projeto consiste em inserir no mosquito Aedes egypti com uma bactéria que impede o desenvolvimento das doenças

Midiamax
Método de combate à Dengue, Zika e Chikungunya será testado em Campo Grande

Campo Grande será a primeira cidade de Mato Grosso do Sul onde será testado um novo método para combate às doenças transmitidas: o Wolbachia, uma bactéria que começará a ser produzida nesta segunda-feira (23).

O método consiste em implementar a bactéria Wolbachia –presente em 60% dos insetos da natureza – nos mosquitos Aedes egypti, fazendo com que eles percam a capacidade de desenvolver a Dengue, Zika e Chikungunya.

Líder do Método Wolbachia no Brasil e pesquisador da Fiocruz, Luciano Moreira explica que o projeto é resultado da descoberta do WMP (World Mosquito Program) de que o mosquito Aedes aegypti, quando contém a bactéria Wolbachia, tem sua capacidade reduzida de transmitir as três doenças citadas.

O pesquisador ainda explica como o Método vai funcionar. “A iniciativa trabalha da seguinte maneira: é feito um trabalho de engajamento para explicar sobre o projeto e tirar todas as dúvidas, e assim ter o apoio da população. Depois entra a fase de liberação dos mosquitos por determinado período, cerca de 16 semanas”.

“Esses mosquitos vão se cruzando na natureza e, com o passar do tempo, haverá uma grande porcentagem do mosquito naquela localidade com a Wolbachia, com isso esperamos ter uma redução das doenças e podemos proteger a população”, finalizou.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende disse que a iniciativa deverá ser implementada em outras cidades do estado, como Corumbá, Dourados e Ponta Porã.

A produção do mosquito com Wolbachia será realizada pela Biofábrica instalada na sede do Lacen-MS (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul).

 

O método é financiado pelo Ministério da Saúde e conduzido pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), implementado em Campo Grande com apoio da SES (Secretaria de Estado de Saúde) e da SESAU (Secretaria Municipal de Saúde).

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 26 de Janeiro de 2021
01:00
Vacinação contra a Covid-19
Segunda, 25 de Janeiro de 2021
Domingo, 24 de Janeiro de 2021
13:00
Rodovia Santa Fé do Sul - Rio Preto
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)