Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

07/11/2003 09:03

Meta do Incra supera a de famílias acampadas em MS

Sandra Luz/Campo Grande News

A meta estipulada pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) no Mato Grosso do Sul de assentar 22 mil famílias em 4 anos no Estado supera a estimativa de 17.002 famílias acampadas. ontem o superintendente do Incra foi à Assembléia Legislativa explicar a nova proposta de reforma agrária, que deve ocupar 352 mil hectares de terra no Estado. Na prática, a meta supera em 30% a quantidade de famílias que hoje aguardam terras.
De acordo com a própria superintendência, as maiores concentrações de acampamentos ocorrem em Iaquiraí, Dourados e Sidrolândia. No contexto nacional, Mato Grosso do Sul ocupa o quarto lugar em número de famílias acampadas no País.
Conforme as declarações de Bonelli, os assentamentos devem cumprir ainda função social e oferecer lucratividade para os beneficiários.
Pelo novo modelo, as áreas seriam divididas da seguinte em 65% para o sistema societário – área coletiva para a produção, gerenciada por uma pessoa escolhida pelos assentados, em que os lucros seriam repartidos igualmente entre as famílias -, 20% para a reserva legal, 15% para os sítios familiares, que seriam as produções individuais, e 0,1% para o centro rural urbano.
Bonelli explicou ainda que atualmente o maior problema da reforma agrária está na aplicação de recursos, por este motivo, é necessário analisar os assentamentos por uma ótica empreendedora. Ele acredita que com alterações, as 8 propriedades em análise no Estado, que totalizam 16 mil hectares, e teriam capacidade para abrigar 751 famílias, poderão ter assentadas 1.639 – um aumento de 118%. As propriedades são: Santa Olga, São João, Esperança, Bebedouro, Colorado, São Roque, Casablanca e Santana. Esta última é a única já desapropriada. Bonelli afirmou ainda que, ao final da implantação do novo modelo, que demoraria em média 4 anos por assentamento, cada família deve ter lucro de um salário mínimo e meio (que atualmente correspondem a R$ 360,00).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Setembro de 2020
Quinta, 24 de Setembro de 2020
14:18
Luto
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)