Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/03/2013 16:57

Mesmo com venda liberada, consumidor tem medo de contaminação em Ades

Campo Grande News/ Nícholas Vasconcelos e Mariana Lopes

Apesar da venda estar liberada para os produtos que saem de 10 fábricas, o consumidor de Campo Grande está com medo de acabar comprando a bebida de soja Ades contaminada.

Na semana passada, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a fabricação, distribuição e venda do alimento produzido em uma linha de produção em Pouso Alegre (MG) depois que 14 pessoas sofreram queimaduras no aparelho digestivo ao consumir a bebida. Ao invés de suco de maçã, as caixas receberam uma solução de limpeza.

A engenheira Mônica Lopes, 42 anos, conta que fica com receio de comprar o suco contaminado. “Quem garante que foi só dessa vez?”, questiona.

No supermercado Veratti, no bairro Vilas Boas, os funcionários conferiram as caixas para saber se algumas delas tinha a inscrição AG, que identifica a linha de produção que foi interditada. Apesar de nenhum litro ter sido encontrado com problema, a proibição das vendas de Ades refletiu em outros produtos.

“Não tivemos prejuízo, mas teve queda de 20% nos sucos de todos os sabores”, afirma o gerente Gilmar Vilela.

Em outro estabelecimento, no supermercado Duarte do bairro Moreninhas, a decisão foi de retirar 70 caixas da bebida, para evitar possíveis problemas. “O fornecedor garantiu que vai trocar por outro lote ou devolver o dinheiro”, comentou o gerente Roberto Deley. Ele diz ainda que ninguém reclamou de qualquer problema com a bebida até o momento.

A Vigilância Sanitária de Campo Grande determinou que os comerciantes recolham o lote proibido. A Prefeitura alega que é impossível percorrer todos os estabelecimentos comerciais para fazer a retirada da bebida.

“Acho que tinha que retirar todo o produto das prateleiras”, diz desconfiada a dona de casa Maria Aparecida Ferreira, 53 anos. Ela conta que vai continuar “cismada” com a possível contaminação e que deve demorar a comprar Ades.

Subgerente do Supermercado Pires do bairro Mário Covas, Edmar Lima Dias, disse que o estabelecimento não teve o lote contaminado e por isso decidiu manter a bebida disponível. No entanto, ele prevê que as notícias negativas vão refletir na comercialização e por isso decidiu esperar para fazer novos pedidos. “Ainda não afetou a venda, mas acredito que vai ter uma queda”, revelou.

A Unilever Brasil, fabricante do Ades, disse que desde o dia 13 deste mês nenhum litro da bebida fabricado na unidade interditada foi distribuído ao mercado. O fabricante disse que identificou a falha na produção e já tomou as medidas necessárias para correção do problema.

Segundo a fabricante, com exceção do alimento fabricado em Pouso Alegre, todos os outros lotes estão em perfeitas condições para o consumo. A nota lembra ainda que o suco contaminado foi retirada do mercado.

Já a Anvisa lembra que apesar das medidas, a empresa é responsável pelos possíveis danos causados aos consumidores e que vai acompanhar o processo de recolhimento do lote contaminado.

Para troca ou reembolso do produto, é preciso entrar em contato com a Unilever pelo telefone 0800-707-0044, das 8h às 20h, pelo horário de Brasília.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)