Cassilândia, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

Últimas Notícias

17/08/2018 17:00

Mesmo com risco de epidemia em 2019, casos de dengue caíram 9,75% em 2018

Média histórica da Capital é de grandes números de proliferação da doença a cada três anos

Campo Grande News

O boletim epidemiológico semanal da SES (Secretária Estadual de Saúde) divulgado, nesta quinta-feira (16), aponta 16 novas notificações de dengue em seis dias e 3.789 de janeiro até agora. O número é 9,75% menor, que o mesmo período em 2017, quando 4.154 casos haviam sido comunicados.

A reportagem do Campo Grande News comparou o levantamento de casos de dengue da 32ª semana de 2018, que seguiu de 5 a 11 de agosto, com dados verificados de 6 a 12 de agosto de 2017.

No ano passado, 6.201 pessoas tiveram dengue e três morreram em decorrência da doença, nas cidades de Aquidauana, Cassilândia e Camapuã. Em 2016, 59.874 pessoas foram contaminadas com a doença e 19 morreram.

O ano de 2017 terminou com queda de 89% nas notificações de casos de dengue em Mato Grosso do Sul. Mesmo assim, na época, o coordenador de Controle de Endemias Vetoriais da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Eliasze Guimarães, pontuou que as equipes trabalham para evitar um novo risco de epidemia.

A previsão é de os casos voltem a aumentar em 2019, levando-se em conta a média histórica na Capital, em que registra grandes números de proliferação da dengue a cada três anos, o último aconteceu em 2016. “Estamos monitorando para que não tenhamos epidemia em 2019”, destaca Eliasze Guimarães.

Estiagem x cuidados - A previsão deste inverno é de período de estiagem. Mas os cuidados com terrenos baldios e com a limpeza dos quintais devem continuar. O alerta é da Sesau, para evitar focos de reprodução do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como a dengue.

Para Eliasze, a rotina de cuidados não pode mudar. "A preocupação deve ser a mesma o ano inteiro, fazer o controle mecânico do ambiente que você mora ou trabalha, evitando qualquer recipiente que possa acumular água", orienta.

Os cuidados em casa também devem se estender aos ralos, calhas e todo e qualquer outro tipo de local que possa servir para acumular água. "Agora é o melhor momento para cuidar, porque assim, quando chegar o verão, nós teremos um momento confortável", alerta o coordenador.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Janeiro de 2019
Sábado, 19 de Janeiro de 2019
10:00
Receita do dia
06:20
Copa São Paulo de Futebol Júnior
Sexta, 18 de Janeiro de 2019
10:10
Chapadão do Sul
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)