Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/01/2012 14:56

Mercadante diz que monitoramento sobre chuvas está funcionando

Priscilla Mazenotti e Gilberto Costa,Agência Brasil

Brasília - Uma equipe de 32 bombeiros está em Guidoval (MG) para levar água e alimentos às pessoas ilhadas por conta da chuva na região. Além de alimentos, a equipe também presta socorro às vítimas.

Os militares usam veículos de tração e barcos para chegar aos locais atingidos.Por causa da queda de uma ponte sobre o Rio Xopotó, a parte sul do município ficou isolada.

Em Santo Antônio do Rio Abaixo, continuam as buscas por uma mulher de 76 anos que desapareceu no sábado (31), depois que sua casa desabou e ela foi levada pela chuva.

Os últimos dados da Defesa Civil do estado contabilizam cinco mortos, mais de 9 mil desalojados e 404 desabrigados. Ao todo, mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas pela chuva na região.

Apesar dos números, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, disse que o monitoramento sobre as chuvas está funcionando e que a Defesa Civil tem sido alertada. Ele ressaltou que, há cerca de 20 dias, chegou a alertar o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, sobre a possibilidade de chuva intensa, em torno de 100 milímetros, na Grande Belo Horizonte.

Conforme Mercadante, choveu recentemente em Minas Gerais 800 milímetros. “É a maior chuva em um século na região. Não é fácil enfrentar os desafios climáticos extremos. O Brasil está se preparando para isso. O Cemaden [Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais] tem feito todos os alertas, tem acertado com precisão”, garantiu.

De acordo com o ministro, 51 cidades mais expostas a riscos com as chuvas já contam com informação geotécnica sobre a possibilidade de encharcamento do solo, fenômeno que antecede os deslizamentos de
encostas. Ele admitiu, no entanto, que o país ainda não tem um sistema que garanta total proteção à população.

“Para a população que está exposta em área de risco, precisamos de soluções mais estruturantes e que vão demorar mais tempo. Mas já estamos salvando muitas vidas”. Mercadante lembrou que nas chuvas do ano
passado em Santa Catarina não houve nenhum acidente fatal relacionado diretamente à chuva.

Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)