Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/08/2013 21:16

Mensalão: veja o que foi decidido hoje pelo STF

STF

O Plenário do Supremo Tribunal Federal deu continuidade, na sessão desta quarta-feira (28), ao julgamento dos embargos de declaração apresentados pelos condenados na Ação Penal (AP) 470. O primeiro recurso examinado foi o da defesa do empresário Marcos Valério, interrompido na sessão do dia 22/8 para esclarecimentos a respeito da pena pecuniária aplicada pelos crimes de corrupção ativa no caso Visanet e lavagem de dinheiro. Foram julgados, ainda, os embargos dos deputados federais José Genoino e Pedro Henry.
O exame dos embargos dos demais réus prossegue na sessão desta quinta-feira (29).


Marcos Valério
Condenado a 40 anos, 4 meses e 6 dias de prisão e ao pagamento de 1199 dias-multa pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, o empresário pretendia, entre outros pontos, a revisão da dosimetria da pena por formação de quadrilha. Os embargos foram rejeitados nesse tópico, ficando vencido o ministro Ricardo Lewandowski, revisor da AP 470.
Retomando o julgamento a partir da questão da pena pecuniária, após esclarecimentos prestados pelo ministro Lewandowski, o Plenário corrigiu erros no acórdão quanto à pena de multa nos crimes de corrupção ativa/Visanet e lavagem de dinheiro (93 dias-multa para cada delito) e quanto ao valor do dia-multa, que é de dez salários mínimos, e não 15, como registrado no acórdão.


José Genoino
Os embargos apresentados pela defesa do ex-presidente e atual deputado federal do Partido dos Trabalhadores (PT), José Genoino, foram acolhidos apenas parcialmente, para a correção de um erro material em trecho do acórdão no qual o nome de seu advogado foi trocado. Todas as demais alegações – cerceamento de defesa, contradições, omissões e obscuridades no acórdão – foram rejeitadas por unanimidade, bem como o questionamento sobre a dosimetria da pena. Genoino foi condenado a 2 anos e 3 meses por formação de quadrilha e 4 anos e 8 meses por corrupção ativa e 180 dias-multa no valor de dez salários mínimos.


Pedro Henry
Com relação ao deputado federal Pedro Henry (PP-MT), os ministros afastaram a alegação de contradição entre a ementa e o conteúdo do acórdão na análise do crime de lavagem de dinheiro. Segundo a defesa, a ementa afirma que o crime foi praticado pelos núcleos financeiros e publicitários, dos quais Henry, absolvido no crime de formação de quadrilha, não participava. O relator da AP 470, ministro Joaquim Barbosa, destacou que a ementa é “apenas um resumo das deliberações do Plenário”, e que o inteiro teor do acórdão descreve as diversas condutas praticadas por todos os condenados por lavagem de dinheiro. A absolvição do crime de quadrilha, conforme o relator, não anula o fato de que o deputado participou “da sistemática descrita na ementa para a lavagem de milhões de reais”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)