Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/01/2004 16:02

Menor: Juíza não é contra anticoncepcional

Rosemery Amado/ABr

A juíza auxiliar da 1ª Vara da Infância e da Juventude do Rio de Janeiro, Patrícia Cogliatti de Carvalho, disse hoje que não é contra a distribuição de anticoncepcionais para menores de idade, prevista pelo Programa de Planejamento Familiar do município do Rio, que será lançado em fevereiro. Ressaltou no entanto que tem de haver um programa de orientação sexual. “A mera distribuição de anticoncepcionais apenas estimula a sexualidade irresponsável. Não podemos nos preocupar apenas com a gravidez, mas com as doenças sexualmente transmissíveis”, disse.

Para a juíza, impedir a gravidez não deveria ser o único objetivo do programa, e sim orientar as jovens e mulheres sobre o perigo da proliferação de doenças. Patrícia Cogliatti acrescentou que a educação é a forma principal para se prevenir contra a gravidez precoce e contra as doenças sexualmente transmissíveis.

A juíza da 1ª Vara da Infância e da Juventude disse que o programa será viável somente se houver número de profissionais suficientes, orientando as mulheres sobre o uso do remédio. Ela também não acredita na eficiência da distribuição do medicamento pelos Correios. De acordo com Patrícia Coigliatti, a baixa escolaridade das adolescentes carentes as impede que entendam as orientações da bula. “Têm meninas que chegam ao juizado e dizem que colocam o anticoncepcional de ingestão oral na vagina. A maioria não sabe ler. Algumas chegam a tomar, de uma só vez, uma caixa inteira do medicamento”, explicou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)