Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

08/07/2004 08:58

Menor infrator poderá cumprir internação de 30 anos

Agência Câmara

Os adolescentes infratores poderão cumprir medida de internação por até 30 anos, dependendo da gravidade da infração cometida. A proposta foi apresentada hoje pelo deputado Vicente Cascione (PTB-SP), relator do Grupo de Trabalho da Câmara que estuda mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O anteprojeto do GT poderá ser votado a partir de agosto.
Atualmente, o Estatuto prevê a internação pelo prazo máximo de três anos. Cascione afirma que a medida vai proteger a sociedade, evitando que o jovem infrator não recuperado retorne ao convívio social após um curto período. Ele diz que o anteprojeto "não é rigoroso, porque prevê reavaliações periódicas que vão permitir ao adolescente reconquistar a liberdade em prazos muito menores, se constatado que ele deixou de representar risco à sociedade, por meio de exames clínicos e psiquiátricos".

Reavaliação obrigatória
"Eu não criei período mínimo de internação, criei período máximo; mas como o infrator será obrigatoriamente reavaliado, anualmente ou a cada seis meses, cessando a periculosidade ele poderá sair com seis meses ou com um ano, mesmo que o juiz tenha dado para ele vinte anos de internação", explicou Cascione. Essas reavaliações, segundo o deputado, servirão de estímulo para que o interno procure se reabilitar. "O infrator saberá que quanto mais depressa cessar a periculosidade mais rapidamente ele sai", disse.

ONGS discordam
As organizações não-governamentais (ONGS) que lidam com a questão não concordam com o anteprojeto. Para a representante do Instituto de Estudos Sócio-Econômicos (Inesc), Leilane Rebouças, a proposta não vai resolver o problema da delinqüência juvenil. "Se aumento de pena resolvesse alguma coisa, nós teríamos diminuído a violência com o aumento de pena para crimes hediondos. Não vimos nenhuma mudança. Somos mais a favor de que se aumente a pena para quem usa menor em crime, do que punir só o adolescente", afirmou Leilane Rebouças.
Cascione garantiu ter o apoio de juízes da infância e adolescência da capital paulista. Ele mostrou um ofício em que um juiz de São Paulo informa ao presidente João Paulo Cunha que, para cumprir a lei, estaria colocando um jovem psicopata nas ruas, autor de dois homicídios, inclusive o da própria mãe.

Normas propostas
O relator Vicente Cascione está propondo os seguintes procedimentos:
1) para internações de até três anos, avaliação a cada 6 meses;
2) para internações entre três e dez anos, avaliação a cada um ou dois anos, dependendo da gravidade da infração;
3) no caso de crimes hediondos, a reavaliação será a cada três anos, e o tempo máximo de internação será de 27 anos, ou 30 se houver reincidência;
4) o juiz, se achar necessário, também poderá determinar a reavaliação da medida de internação a qualquer momento;
5) ao completar 18 anos, o jovem internado em centro de reabilitação irá para uma ala especial do sistema penitenciário comum;
6) os centros de reintegração deverão separar os internos por idade, porte físico e gravidade dos atos cometidos.

Cascione disse que o Grupo de Trabalho também vai estudar medidas para responsabilizar as autoridades que não cumprirem o que determina a lei.



Reportagem - Alexandre Pôrto
Edição - Luiz Claudio Pinheiro

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Agosto de 2017
Quarta, 23 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 22 de Agosto de 2017
21:03
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)