Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/02/2008 17:39

Meia-entrada para Cene e Palmeiras começa a ser vendida

Humberto Marques e Ângela Kempfer/Campo Grande News

Reunião na manhã de hoje na Superintendência de Proteção ao Consumidor em Campo Grande garantiu que, a partir das 17h desta sexta-feira, estudantes e idosos acima de 60 anos poderão adquirir ingressos para o jogo entre Cene e Palmeiras ao preço de meia-entrada. No entanto, o valor do ingresso inteiro chegará a R$ 40 – valor previamente anunciado para o terceiro lote a ser colocado a venda. Com isso, a meia-entrada custará R$ 20.

Da reunião nesta manhã participaram representantes do Procon, Decon (Delegacia do Consumidor) e Du Produções, empresa responsável pela organização da partida. Desde o início da venda dos ingressos nesta semana, o Procon informou ter recebido mais de 20 reclamações de torcedores, que protestaram contra a não disponibilidade de meia-entrada antecipada e pelo avanço dos preços das entradas.

A empresa iniciou a venda com um primeiro lote, com três mil ingressos, ao preço de R$ 25 a unidade. As entradas foram esgotadas em 24 horas. O segundo lote, também com três mil ingressos, teve o preço reajustado para R$ 30, e a organizadora do evento já havia anunciado que o último lote também seria reajustado, para R$ 40. O planejamento inicial previa a disponibilidade de 2,4 mil ingressos no dia do jogo (27 de fevereiro), na entrada do estádio “Pedro Pedrossian” (“Morenão”).

O Procon informou que tem condições de intervir na questão dos preços dos ingressos, porém, pode obrigar a organizadora a cumprir a legislação e vender meias-entradas antecipadamente. Estudantes com carteirinhas que comprovem vínculo com a instituição de ensino e idosos acima de 60 anos com documento de identidade poderão comprar os ingressos com 50% de desconto.

O “Morenão” terá capacidade limitada para 12 mil pessoas no dia do jogo, por conta da interdição promovida pela UFMS no estádio – após estudos sobre a segurança de sua estrutura física. Eduardo Maluf, da Du Produções, informou ontem ao Campo Grande News que os preços diferenciados iam ao encontro das restrições do estádio, uma vez que ingressos a preços populares causariam uma procura maior do que o número de lugares disponíveis.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)