Cassilândia, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

Últimas Notícias

02/04/2008 18:08

Médico do Exército morre no Rio por causa da dengue

Alana Gandra/ABr

Rio de Janeiro - Um médico do Exército é a primeira morte registrada nas Forças Armadas por causa da dengue no Rio de Janeiro. O tenente médico Daniel Lins, 27 anos, morreu ontem (1º) com dengue hemorrágica. Ele faria 28 anos no próximo mês. A informação é da família do militar.


A prima do militar, a jornalista Sabrina Gouveia, afirmou hoje (2) à Agência Brasil que Daniel teve a dispensa recusada pelo oficial superior.

“Ele ia esta semana para a tenda [de hidratação] do Exército. Como estava passando mal, ficou no quartel. Mas trabalhou normalmente no quartel como médico, chegou a fazer remoção de soldado passando mal, sem condições. E o superior não liberou ele, mesmo passando mal”, afirmou.

Além da dengue hemorrágica, foi constatado que Daniel Lins estava com pneumonia. “Ele já estava vomitando sangue”.

Sabrina Gouveia disse que o Exército também se recusou a fazer o atendimento médico ao militar.

“Recusaram a dispensa dele passando mal e recusaram atendimento”.

O corpo do oficial está sendo velado no Cemitério Jardim da Saudade, em Mesquita, Baixada Fluminense, onde será enterrado esta tarde.

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação do Comando Militar do Leste confirmou apenas que um tenente do Exército havia morrido “de ontem para hoje”. Não foi confirmado, no entanto, se a morte teria sido por dengue. A Agência Brasil aguarda também esclarecimento sobre a possível recusa de atendimento médico ao militar falecido.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Sábado, 24 de Junho de 2017
23:07
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)