Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/01/2005 15:39

MEC seleciona professores para lecionar no Timor Leste

Shaiana Campelo / ABr

Professores graduados, de nacionalidade brasileira e com experiência como docente podem se inscrever até o dia 20 janeiro no Programa de Qualificação de Docentes e Ensino de Língua Portuguesa no Timor Leste. Serão selecionados 50 profissionais que vão receber uma bolsa mensal US$ 1,1 mil. O prazo de duração do contrato é de 12 meses e pode ser renovado por igual período.

Os profissionais escolhidos vão desenvolver pesquisas e trabalhar na qualificação dos professores do Timor Leste, além de dar aulas em português nas escolas país. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação responsável pela realização do programa, do Ministério da Educação, aceita inscrições em todas as áreas do conhecimento – matemática, português, física, química, biologia e administração.

De acordo com a analista em ciência e tecnologia da coordenação geral de cooperação internacional da Capes, Maria Luiza Carvalho, um dos objetivos do programa é aumentar a cooperação na área educacional entre Brasil e Timor Leste, além da qualificação do docente e o ensino da língua portuguesa no país.

A analista explicou que este programa é prioridade do governo brasileiro pois, hoje, o Brasil decidiu apoiar os países de língua portuguesa. "Hoje, o Brasil tem como objetivo apoiar os países de língua portuguesa e o Timor escolheu o português como língua oficial do país. Este programa vai fortalecer e disseminar a língua materna".

Maria Luiza Carvalho explicou também que o Timor Leste enfrenta grandes dificuldades para expandir a educação no país devido à falta de recursos e de professores habilitados para exercer a função. Por isso, justifica ela, os bolsistas selecionados vão trabalhar em diversos níveis educacionais - como na universidade, no Instituto de Ensino Continuado e no interior do país - para desenvolver esses treinamentos.

Além da bolsa mensal, o profissional escolhido receberá seguro-saúde, auxílio-instalação, transporte aéreo e treinamento. Mais informações sobre o programa podem ser encontradas no site www.capes.gov.br.

Atualmente, Timor Leste é considerado um dos países mais pobres do mundo. Com mais 30 dialetos, o país tem como línguas oficiais o português e o tetum, falado por boa parte da população. Segundo o pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), Leonardo Sakamoto, o português tornou-se símbolo da luta pela independência por ser a língua utilizada pela resistência e por ser proibida pelo governo da Indonésia.

O Timor Leste, localizado na Ásia, foi colonizado pelos portugueses no século 16 e, em 1975, deveria ter conquistado a independência com o apoio de Portugal. Sem acordo sobre quem governaria o país, o Timor entrou em guerra civil. A Indonésia acabou por invadir o país e depois o anexou em 1975.

No dia 5 de maio de 1999, Indonésia e Portugal firmaram, sob o patrocínio da Organização das Nações Unidas (ONU), um acordo que abriu caminho para o plebiscito. Com 78% dos votos, a população do timorense decidiu pela independência do país.

Em 20 de maio de 2002, o país tornou-se independente, tendo como primeiro presidente eleito, o ex-guerrilheiro e presidente do Conselho Nacional de Resistência Timorense, Xanana Gusmão, que passou 7 anos em prisão domiciliar durante o período de dominação Indonésia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)