Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/04/2004 14:56

MEC estuda modelo público-privado de educação

Assessoria MEC

O Ministério da Educação estuda a possibilidade de lançar um novo programa de educação profissional usando o modelo de parceria público-privado. O secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Antonio Ibañez, deve apresentar ao ministro Tarso Genro, nos próximos dias, um projeto de programa que deverá envolver a União, o Terceiro Setor e a iniciativa privada e que irá prever a formação técnica de jovens em cursos de qualificação profissional. Os termos da proposta ainda estão sendo elaborados, mas a idéia é direcionar a qualificação de jovens para áreas e regiões em que haja carência de profissionais habilitados.


“A meta é estabelecer uma política pública que especifique a formação técnica de jovens, por meio da união do governo com as entidades organizadas da sociedade”, explica Antônio Ibañez. A idéia é baseada na experiência da Fundação Iochpe, que desenvolve, há três anos, o projeto Formare. Neste trabalho, iniciado com recursos do MEC, por meio do Programa de Expansão da Educação Profissional (Proep), a fundação vem firmando parcerias com empresas e indústrias de todo o País para que elas façam a qualificação profissional de jovens. A fundação fornece o material e o planejamento pedagógico e treina os profissionais das empresas, que são incumbidos de ministrar cursos de 800 horas, durante um ano.


Atualmente, a fundação mantém convênios com 40 empresas e já treinou 800 jovens em várias regiões brasileiras. Segundo dados fornecidos pela entidade, cerca de 85% dos jovens capacitados já saem dos cursos com emprego garantido. Eles são aproveitados na própria empresa ou encaminhados para trabalhar em um dos seus fornecedores.


Cada curso é direcionado a um grupo de 20 alunos, entre 15 e 17 anos, pertencentes a comunidades de baixa renda e que residam perto das instalações da empresa. A renda per capita de cada jovem tem de ser de meio salário mínimo, no máximo. As aulas são ministradas nas oficinas e laboratórios da empresa, por meio de aulas práticas.


Na segunda-feira, 19, o ministro Tarso Genro e o secretário Antônio Ibañez estiveram reunidos com um grupo de empresários em São Paulo, quando puderam conhecer melhor o projeto e discutir a idéia do programa de educação profissional. A reunião foi coordenada pela presidente da Fundação Iochpe, Evelyn Iochpe.


Repórter: Leandro Marshall

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)