Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/09/2007 15:34

MEC e OAB estudam medidas para cursos de direito

Kelly Oliveira/ABr

Brasília - O Ministério da Educação (MEC) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estão definindo as medidas que podem ser tomadas no caso de cursos de direito de má qualidade. Segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, no próximo dia 20, uma comissão formada por juristas dos dois órgãos vai apresentar nota técnica sobre as medidas que a legislação permite ao MEC.

Depois, em outubro, será realizada uma blitz de supervisão nos cursos que apresentaram piores resultados, tanto pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) do MEC quanto pelo Exame de Ordem da OAB. Será a primeira vez que haverá cruzamento do resultado dos exames das duas instituições.

Haddad disse que, em alguns casos, as medidas serão “saneadoras”, com reestruturação do corpo docente e do projeto pedagógico ou fortalecimento de bibliotecas. Ele ressaltou, entretanto, que há casos “mais gritantes” que, provavelmente, exigirão ações de maior rigor, como redução do número de vagas para ingresso, ou suspensão de novos processos seletivos, até a reparação das falhas.


“É isso que estamos analisando. Até aonde podemos ir. Como constituir um processo administrativo que dê segurança jurídica para as ações que serão tomadas”, explicou. “Não queremos que as decisões sejam revertidas pelo Judiciário. Para que não sejam revertidas, têm que ser decisões amparadas pela lei”, disse Haddad.

O ministro acrescentou que a criação de “um marco regulatório juridicamente estável” para o exercício mais efetivo de regulação dos cursos de direito pelo MEC abrirá caminho para o estabelecimento dos mesmos processos para outros cursos.

Segundo a Ordem dos Advogados, a supervisão, em outubro, será em, pelo menos, 100 estabelecimentos cuja qualidade de ensino foi considerada crítica ou péssima.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)