Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

21/03/2005 15:25

MEC distribuirá bolsas para universitários negros

MEC

O Programa Brasil Afroatitude do Ministério da Educação (MEC) vai distribuir 500 bolsas de estudos de R$ 241 para alunos negros, destinadas a dez universidades que já tem o programa de cotas para negros, entre federais e municipais.

Os recursos são para desenvolver pesquisas relacionadas à situação social, econômica e cultural dos afrodescendentes e à aids. A idéia é incentivar as universidades a adotarem as cotas e também favorecer os cerca de 500 alunos que entraram no ensino superior por meio das cotas. Em entrevista à Rádio Nacional, a consultora de Ações Afirmativas da Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação, Déborah Santos, informou que foram destinadas 50 bolsas para cada universidade.

De acordo com Déborah, o programa é uma forma de permanência dos alunos nas escolas. "Com essa pequena ajuda será possível custear provavelmente o transporte ou os livros. O valor dessa bolsa é definido pela Capes e é o valor máximo pago por bolsa para alunos de iniciação científica", disse.

O rendimento escolar e o projeto apresentado pelos alunos serão alguns dos critérios para seleção. Segundo a secretária, cada universidade desenvolveu um projeto e os coordenadores farão a seleção desses 50 alunos universitários. Ela afirma que o critério será sócio-econômico.

"Consideramos estas bolsas muito importantes, porque não adianta conseguirmos dar acesso a uma grande quantidade de alunos de escolas públicas, que sabemos que têm uma carência financeira, e depois não conseguirmos mantê-los na universidade", ressaltou a consultora. Segundo ela, o desempenho destes alunos é maior do que o de outros alunos.

As universidades que participam do programa atualmente são: a Universidade Estadual da Bahia (Ueba), a Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Estadual de Londrina (UEL), a Universidade Federal de Alagoas (UFal), a Universidade Estadual de Mato Groso do Sul (UEMS), a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), a Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O programa foi lançado no dia 1º de dezembro de 2004 e atualmente é coordenado pelos Ministérios da Saúde e Educação e pelas Secretarias Especiais de Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Social.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)