Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/03/2005 15:25

MEC distribuirá bolsas para universitários negros

MEC

O Programa Brasil Afroatitude do Ministério da Educação (MEC) vai distribuir 500 bolsas de estudos de R$ 241 para alunos negros, destinadas a dez universidades que já tem o programa de cotas para negros, entre federais e municipais.

Os recursos são para desenvolver pesquisas relacionadas à situação social, econômica e cultural dos afrodescendentes e à aids. A idéia é incentivar as universidades a adotarem as cotas e também favorecer os cerca de 500 alunos que entraram no ensino superior por meio das cotas. Em entrevista à Rádio Nacional, a consultora de Ações Afirmativas da Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação, Déborah Santos, informou que foram destinadas 50 bolsas para cada universidade.

De acordo com Déborah, o programa é uma forma de permanência dos alunos nas escolas. "Com essa pequena ajuda será possível custear provavelmente o transporte ou os livros. O valor dessa bolsa é definido pela Capes e é o valor máximo pago por bolsa para alunos de iniciação científica", disse.

O rendimento escolar e o projeto apresentado pelos alunos serão alguns dos critérios para seleção. Segundo a secretária, cada universidade desenvolveu um projeto e os coordenadores farão a seleção desses 50 alunos universitários. Ela afirma que o critério será sócio-econômico.

"Consideramos estas bolsas muito importantes, porque não adianta conseguirmos dar acesso a uma grande quantidade de alunos de escolas públicas, que sabemos que têm uma carência financeira, e depois não conseguirmos mantê-los na universidade", ressaltou a consultora. Segundo ela, o desempenho destes alunos é maior do que o de outros alunos.

As universidades que participam do programa atualmente são: a Universidade Estadual da Bahia (Ueba), a Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Estadual de Londrina (UEL), a Universidade Federal de Alagoas (UFal), a Universidade Estadual de Mato Groso do Sul (UEMS), a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), a Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O programa foi lançado no dia 1º de dezembro de 2004 e atualmente é coordenado pelos Ministérios da Saúde e Educação e pelas Secretarias Especiais de Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Social.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)