Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/02/2005 14:18

MEC debate nova política para educação rural

ACS - MEC

Alternativas para elaboração de uma nova política nacional de educação básica nas escolas da zona rural estão sendo debatidas por representantes dos governos federal, estadual e municipal, além de integrantes de universidades, movimentos e organizações sociais ligados ao campo. Eles participam de hoje até sexta-feira (18) de seminário promovido pelo ministério da Educação, em parceria com a secretaria estadual de educação e União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação.

De acordo com Antônio Munarim, coordenador-geral de Educação no Campo do MEC, a idéia é vincular o ensino a um processo de desenvolvimento sustentável e equilibrado, que leve em consideração a preservação do meio ambiente e as peculiaridades do meio rural. "A perspectiva é de que educação possa ser um instrumento de melhoria da qualidade de vida do homem do campo", destacou.

Ele salientou que o novo currículo deve ser montado de forma articulada, com base na vida e no trabalho no campo como fontes inspiradoras das proposições de conteúdo, até mesmo para profissionalizar os estudantes. "O que temos hoje é um calendário escolar de acordo com a vida na cidade, que não leva em conta nem o plantio e nem a colheita", disse ele.

Munarim informou que a expansão do ensino no meio rural vai resultar também na ampliação do número de escolas, que serão financiadas pelo Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica.
Enfatizou que entre as proposições apresentadas estão a elaboração de projetos especiais, articulados com organizações não governamentais, federação e sindicatos de trabalhadores rurais, para recuperar o atraso histórico no atendimento à população rural.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que cerca de 30% dos habitantes das área rurais do país são analfabetos. Todas as sugestões dos estados para construção da nova política de educação no campo serão apresentadas em março a representantes dos ministérios e da presidência da República.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)