Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/01/2007 09:41

MEC autorizou 180 cursos de direito; OAB só apoiou 13

OAB

Durante a gestão de Roberto Busato na Presidência nacional da Ordem dos Advogados do Brasil - que teve inicio a 1° de fevereiro de 2004 e termina no próximo dia 31 -, o Ministério da Educação (MEC) aprovou autorizações para funcionamento de 180 cursos de Direito no país. Desse total, a OAB foi favorável a apenas 13 desses cursos, o que significa que emitiu parecer pela autorização de somente 7,22% do total dos que foram autorizados pelo MEC.

Em 2004, de um total de 53 cursos autorizados, a OAB foi favorável a quatro; em 2005, de 46 autorizados, deu sinal verde a sete e, em 2006, enquanto o MEC autorizava 81, a entidade dos advogados apoiou apenas a criação de dois. A taxa de autorizações apoiadas pela OAB foi de apenas 7,22% do total daquelas emitidas pelo MEC, entre 2004 e início deste ano. O levantamento foi divulgado pela Comissão de Ensino Jurídico do Conselho Federal da OAB.

Em relação aos reconhecimentos de cursos de Direito pelo Ministério da Educação - feitos dois anos e meio após o início dos cursos autorizados, ou seja, metade do tempo de sua duração -, o número atingiu 71 durante a gestão de Roberto Busato. Mas, nesse mesmo período, a OAB emitiu pareceres favoráveis a apenas 40 desses cursos, o que representa 56,34% do total dos que foram reconhecidos pelo MEC.

Em 2004, o MEC reconheceu 8 cursos, enquanto a OAB foi favorável a 7; em 2005, foram 31 reconhecidos pelo Ministério, enquanto apenas 17 tiveram aval da OAB; e em 2006, os reconhecimentos alcançaram 32 cursos, contra 16 que contaram com apoio da entidade dos advogados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)