Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/12/2004 14:49

Mato Grosso teve o maior PIB regional em 2002

Cristiane Ribeiro / ABr

O Mato Grosso registrou em 2002 o maior Produto Interno Bruto (PIB) regional, na comparação com o ano anterior. A taxa de 9,5% refletiu, principalmente, o bom desempenho da agropecuária, que cresceu 17,7%. Os dados são da pesquisa de Contas Regionais 2002, divulgada nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O estudo mostra que 2002 foi um ano marcado também por bons resultados na atividade extrativo- mineral, cujo crescimento de 11,7% foi impulsionado pela expansão da produção de petróleo. Só no Rio, o setor cresceu 15% e deu ao estado a décima posição no ranking, com um crescimento econômico de 4,4%.

São Paulo continuou perdendo a liderança na participação do PIB do país. Em 1990, o estado chegou a ser responsável por 37% da economia brasileira e em 2002 representava 32,6%, o menor percentual da série histórica da pesquisa, iniciada em 1985. Em 2002 o PIB de São Paulo cresceu 0,7%, abaixo da média nacional, que foi de 1,9%.

De acordo com o coordenador das Contas Regionais do IBGE, Frederico Cunha, esses resultados mostram um processo de desconcentração da indústria no país, estimulado em parte pela disputa de incentivos fiscais entre os governos estaduais, a chamada guerra fiscal.

"Os resultados também refletem a expansão das fronteiras agrícolas no país, especialmente na região Centro-Oeste, cuja produção é voltada para a exportação. Os estados com indústrias voltadas para o consumo interno, das famílias, têm menos capacidade de reagir a uma economia que não cresce", explicou.

Também foram destaque em 2002 os estados de Rondônia (9,2%), Amazonas (7,0%), Espírito Santo (6,0%), Roraima (6,6%), Amapá (6,0%), Goiás (4,9%), Acre (4,6%), Paraíba (4,9%) e Rio de Janeiro (4,4%). As menores taxas foram registradas em Alagoas (0,2%), Piauí (0,6%), São Paulo (0,7%), Rio Grande do Sul (1,1%), Bahia (1,2%), Santa Catarina (1,5%) e Paraná (1,7%).

No acumulado desde 1985, a economia do Mato Grosso foi a que mais cresceu, com taxa de 258%. O Amazonas foi o segundo estado com maior crescimento, 248%, em conseqüência da indústria de transformação da Zona Franca de Manaus.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)