Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/09/2005 14:10

Mato Grosso do Sul vai colher 11,5 mil t de cana

Famasul Notícias

Mato Grosso do Sul deverá produzir na safra 2005/2006 de cana-de-açúcar um total de 11.511,60 toneladas, de acordo com a segunda pequisa realizada pela Conab – Companhia Nacional de Abastecimento, superintendência de Mato Grosso do Sul. Desse total de cana-de-açúcar, serão produzidos 5.122,66 toneladas de açúcar, 5.813,36 toneladas de álcool e 575,58 toneladas de subprodutos, como a cachaça.



A área plantada com cana- de-açucar em Mato Grosso do Sul nesta safra, atingiu 151.900 hectares, com a perspectiva de se atingir uma produtividade (rendimento por hectare) de 75 toneladas por hectare.



Dentre os Estados da região Centro-Oeste, o Estado de Mato Grosso do Sul é o que continua produzindo menos cana-de-açúcar, uma vez que Goiás aparece em primeiro com área de 206 mil hectares e produção de 16,1 toneladas. Mato Grosso aparece na pesquisa com área de 205,4 mil hectares e produção de 13,4 mil toneladas de cana-de-açúcar.



De acordo com os comentários dos técnicos que realizaram a pesquisa na primeira semana do mês de agosto, “apesar da estiagem registrada em Mato Grosso do Sul, a zona canavieira não foi atingida. Devido a esse fato, a produtividade aumentou”.



Dos mesmos comentários consta que no Centro-Oeste, o clima foi irregular no mês de agosto, sendo que, em Goiás, houve veranico no período de fevereiro à primeira quinzena de março e excesso de chuvas na segunda quinzena. Em abril a estiagem voltou a se instalar, afetando o desenvolvimento da cana e deixando a produtividade igual à da safra de 2004/2005. Já em Mato Grosso, a ocorrência de chuvas foi irregular, atingindo negativamente os canaviais.



A cana de açúcar na região Centro-Oeste aparece com os seguintes números na safra atual: área plantada de 563 mil hectares; rendimento por hectare de 72,9 toneladas por hectare; e produção total de 41 mil 126 toneladas de cana.

Desse total de 41,1 mil toneladas de cana deverão ser produzidos, de acordo com a pesquisa realizada pela Conab, 18.376 toneladas de açúcar, 20.477 toneladas de álcool e 2.271 toneladas de outros subprodutos.

No Brasil

A produção nacional de cana-de-açúcar em 2005/2006 será de 440 milhões de toneladas. O número é do 2º levantamento oficial desta cultura realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em relação ao primeiro levantamento, divulgado em maio (450,2 milhões de toneladas), houve uma redução de 2,3%.

Do total agora apurado, 397,1 milhões de toneladas serão destinadas à indústria sucroalcooleira, sendo 219,2 milhões de toneladas para a fabricação de açúcar, que deve gerar 27,2 milhões de toneladas do produto. Já para a industrialização total de álcool (hidratado, anidro e neutro) serão destinados 177,9 milhões de toneladas, prevendo-se a geração de 17 bilhões de litros.

O restante, 42,9 milhões de toneladas, será usado para outros produtos, como cachaça, rapadura e ração animal. Ainda de acordo com a pesquisa, a área plantada de cana será de 5,9 milhões de hectares.

O estudo de campo foi realizado na primeira quinzena de agosto e contou com a participação de 76 técnicos. Foram entrevistados 485 representantes de 370 usinas de açúcar e destilarias de álcool e de 60 associações de produtores e órgãos públicos

O Centro-Sul será responsável por 85,3% da produção no País, um crescimento de 6,7% na área plantada em relação à safra anterior. Já o Norte/Nordeste contribuirá com 14,7% da produção total, indicando aumento de área de 1,4%. São Paulo é o maior produtor desta cultura, responsável por 59,7% da produção nacional (262,9 milhões de toneladas), com uma área de plantio de 3,1 milhões de hectares.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)