Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/08/2010 11:20

Marcelândia: 40% do setor industrial foram destruídos, diz prefeito

So Noticias
SóNoticias/Antonio Farias SóNoticias/Antonio Farias

O prefeito de Marcelândia (210 km de Sinop), Adalberto Diamante, afirmou hoje, ao Só Notícias, que já decretou estado de emergência, mas já estuda a possibilidade de decretar estado de calamidade pública devido aos grandes estragos provocados pelo incêndio que atinge o município deste ontem. Os prejuízos causados pelo fogo ainda não foram levantados, mas são grandes. O setor industrial, área mais atingida, é responsável por 50% da economia do município. De acordo com o prefeito, mais de 40% desta região foi destruída pelo incêndio. Neste local é onde se concentra a principal economia do municipio, que é baseada no setor madeireiro. Pelos números levantados, 16 madeireiras foram atingidas pelo fogo - parte foi destruída totalmente e algumas, parcialmente. Os valores dos prejuízos não foram avaliados ainda.

Adalberto declarou que ontem ligou para o governador Silval Barbosa pedindo ajuda para tentar conter os estragos causados no município. Segundo o gestor municicpal, no entanto, ainda é cedo para falar sobre qualquer recurso financeiro para auxiliar na reconstrução do município. \"Ainda não temos como contabilizar esta situação. Estamos primeiro tentando acabar com todos os focos de incêndio. Apenas depois disso é que vamos cálcular os prejuízos e solicitar recursos\", disse, ao Só Notícias.

Entenda a diferença:
Estado de emergência geralmente é pedido em grandes casos de desastres naturais. Desastres como incêndios e tempestades costumam levar a essa medida. Decretado o estado de emergência, o município ou estado atingido pode pedir recursos ao governo federal para reparar os estragos.
Estado de calamidade pública ocorre quando há chuvas, alagamentos, ou até mesmo incêndios fora de controle. Caracteriza-se pela destruição, mortes e/ou muitas pessoas desabrigadas. Com essa medida, os governos podem fazer compras sem licitação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)