Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/04/2009 07:57

Mantida punibilidade do crime de taxista que sequestrou

STF

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal negou, no mérito, o Habeas Corpus 96287, no qual um taxista pedia a extinção da sua pena de um ano e seis meses de reclusão por ter sequestrado uma sobrinha com a intenção de forçar a ex-mulher, tia da garota, a voltar para casa. A decisão de mérito confirma a decisão liminar, proferida anteriormente pelo ministro Cezar Peluso.

Parte do pedido do HC era pela soltura do taxista, mas já há informações de que o réu cumpre pena em regime aberto – razão pela qual esse conteúdo não foi conhecido pelos ministros.

A defesa pedia também a extinção da punibilidade do condenado sob o argumento de que o tempo em que esteve preso provisoriamente valeria para diminuir a pena e isso alteraria a contagem da prescrição da sentença condenatória. A intenção era que pena real caísse de um ano e seis meses para menos de um ano (a pena aplicada subtraída do tempo em que permaneceu preso provisoriamente) e, como teriam se passado mais de dois anos entre a definição da sentença condenatória (trânsito em julgado) e o início do cumprimento da pena – o que justificaria a não-punibilidade do condenado, de acordo com as leis brasileiras.

Ocorre, contudo, que as cortes superiores consideram o tempo de prisão cautelar apenas para contagem do desconto da pena a ser cumprida, e não para fins de contagem do prazo prescricional.

O taxista foi preso em 28 de maio de 2003, por ordem do juiz da 15ª Vara Criminal da Capital de São Paulo. Após permanecer preso por 182 dias, ele foi colocado em liberdade em 30 de novembro daquele mesmo ano, por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)