Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/12/2007 15:48

Mantega nega que defende uma nova CPMF

Iolando Lourenço/ABr

Brasília - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, divulgou hoje uma nota, por meio de sua assessoria de imprensa, na qual afirma não ter declarado ao jornal O Estado de S. Paulo que quer um novo imposto nos moldes da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), rejeitada na semana passada pelo Senado Federal.

Ele também nega que tenha defendido a criação, por meio de medida provisória (MP), do tributo ainda este ano para financiar a Saúde. A entrevista foi publicada na edição de ontem do jornal paulista.

"A saúde não sobrevive sem recursos adicionais. É preciso pensar em outra medida no ano que vem, para suprir o que faltou. Mas agora não será tributo provisório. Não queremos saber mais de CPMF. Terá que ser um tributo permanente, todo voltado para a saúde, e que não tenha que ser rediscutido. E tem de ser sobre movimentação financeira. Porque, senão,
não teremos como controlar a sonegação", diz a nota.

O texto afirma que o jornal errou, "atribuindo ao ministro declarações que não o fez", o que, de acordo com a assessoria do ministro, provocou "diversas reações contrárias, num momento sensível de negociações".

"O ministro Guido Mantega lamenta o uso equivocado de sua entrevista e reafirma que a discussão sobre um novo tributo permanente voltado exclusivamente para a saúde terá que passar por uma ampla discussão dentro do governo e com o Congresso Nacional", acrescenta o documento.

Em entrevista hoje (16) à imprensa, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o ministro vai precisar convencê-lo da necessidade da criação do imposto.

"Ele falou para vocês [jornalistas], agora vai ter que colocar na minha mesa e eu vou decidir se vamos ou não vamos, se precisamos ou não precisamos. Eu quero ver todas as contas", afirmou o presidente, após votar na eleição que vai escolher o novo presidente do Partido dos Trabalhadores (PT).



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)