Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/10/2008 07:27

Manoel Afonso: vendeu seu voto? AZAR SEU!

Manoel Afonso

“Ouvir a voz da consciência na hora de escolher o candidato” – é papo de filósofo – sonhador - que vive fora da real. Infelizmente é assim que pensa parte dos nossos eleitores. E nestas eleições, dos grotões às grandes metrópoles, com certeza não deve ter sido diferente.
Com motivos pessoais para desconfiar da conduta da classe política, o eleitor anônimo – esse que luta duramente para sobreviver – que sofre com o péssimo transporte, com a falta de assistência médica tanto nos postos de saúde como nos hospitais do SUS, que vive aterrorizado com o aumento da violência e da falta de perspectivas de um futuro melhor, pode ter encontrado mais uma vez, nas eleições, a chance de obter algum “lucro”.
A conta errônea que esse tipo de eleitor pode ser prática: “se posso levar vantagem imediata, não há porque esperar os tais benefícios sociais no duvidoso futuro.” A receita médica, o material de construção, o sofá, os pneus do carro, os óculos, a dentadura ou a carta de motorista podem figurar na sua lista de prioridades, cuja concretização depende do político ou governante.
O que esse eleitor não sabe é que ele acabou fazendo um péssimo negócio do qual não poderá reclamar. Ao barganhar seu voto perdeu automaticamente o direito de reclamar da conduta daquele candidato com o qual negociou. Para esse eleitor não há “Lei do Consumidor” para protegê-lo no futuro. Dançou, como se diz na gíria.
Imaginar que o advento da urna eletrônico pudesse acabar com a venda do voto é acreditar em Branca de Neve. Essas “transações” são feitas em ambientes fechados, longe de testemunhas ou câmeras. Mas ainda assim, os jornais estão noticiando os inúmeros casos envolvendo listas de eleitores e dinheiro para pagamento de votos.
Pelo jeito, vai demorar muito tempo para que essa conduta seja extirpada do nosso processo eleitoral. A democracia não resolveu esse câncer e a solução só virá com uma sociedade aculturada, que tenha condições de analisar a sua importância na escolha de seus representantes. Um dia talvez!


Manoel Afonso
(comentarista da TV.Record-MS)
(mcritica@terra.com.br)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)