Cassilândia, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

22/10/2007 16:54

Manoel Afonso: Político tem que ter marketing

Manoel Afonso


Hoje está provado que o charmoso Kennedy não era tão competente e que outros presidentes americanos foram melhores. É o mesmo caso de Collor que só tinha pose de mocinho. Mas o mundo está cheio de exemplos de homens públicos que fizeram sucesso muito mais pela competência do marketing do que pela própria capacidade (se é que tiveram)! Lá no primeiro mundo esse negócio de construir a imagem do político é antigo. Aqui o primeiro que investiu nisso foi Getúlio, que usou bem a mídia e deu no que deu. Aliás, Hitler foi o campeão absoluto na matéria.
O marketing visa exatamente vender uma imagem que agrade aos olhos da população. Essa imagem é resultado da fala, da postura correta de voz, dos gestos faciais, do bom gosto de se vestir e na segurança e esperança que consiga transmitir na abordagem de vários temas.
Exemplos? Pedrossian - o tocador de obras; Wilson - o defensor da probidade administrativa; Zeca – defensor dos pobres; Londres – o articulador; Figueiró – o estilo formiguinha; Lúdio – o rico simples; Nelson Trad – o preparado intelectualmente. Ainda vale lembrar o ex-deputado Gaeta, que construiu uma imagem forte pela sua postura e discursos controvertidos.
Mas a intenção aqui é demonstrar que o político tem que ter uma marca que o identifique perante a população. André é um exemplo bem atual de quem soube construir uma imagem forte mesmo nos momentos negativos. Foi assim na Prefeitura, junto aos seus assessores, funcionários e no trato com a população. Não mudou o estilo nem mesmo quando precisou anunciar o corte dos programas sociais. Era uma medida antipática e desgastante, mas ele se mostrou determinado, convicto!
Claro que os políticos descobriram a importância da mídia, da notícia e da sua imagem, mas nem todos conseguem transpor essa linha divisória. Eles precisam se conscientizar que o eleitor é um consumidor. Se ele compra nas Casas Bahia, se consome Omo e Coca Cola não é por acaso! É porque os nome e imagens estão expostos na mídia e construíram uma imagem de excelência.
Assim, não basta só ser competente. O político tem que ter o marketing pessoal. Mas não deve exagerar, sob pena de ser visto como um demagogo.
Aliás, está cheio deles por aí. E o que é pior: sem senso de ridículo (desconfiômetro).

Manoel Afonso

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 19 de Outubro de 2017
Quarta, 18 de Outubro de 2017
10:40
Goiás, Distrito Federal e São Paulo
10:00
Receita do dia
Terça, 17 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)