Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/04/2008 08:01

Manoel Afonso escreve: Eleições & Deus & Fé

Manoel Afonso

Max Weber, o sociólogo preferido do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso já pregava: “aqueles que buscam a salvação das almas, a sua e a do próximo, não devem buscá-la nas avenidas da política.
Na pratica o que vemos hoje é a corrida inversa de sua tese: do Tibete - de Dalai Lama, passando pelo Oriente Medio e chegando até ao Paraguai, onde temos um exemplo atualíssimo: o bispo licenciado Fernando Lugo acaba de se eleger presidente. Simpatizante da Teologia da Libertação, seu discurso é do cristianismo adaptado aos tempos atuais, combatendo as desigualdades sociais e defendendo os pobres e oprimidos.
No Brasil, com a Igreja Católica vivendo crises ética e teológica, facilitou o avanço de seitas das mais diferentes facetas, onde o pastor – um homem comum e mais próximo dos fieis - passou a ser um agente político importante junto as camadas sociais mais carentes. O resultado pode ser visto na chamada “bancada evangélica” no Congresso Nacional, além da presença cada vez mais constante nas Assembléias Estaduais e Câmaras Municipais.
E não se pode esquecer que Lula foi eleito com apôio de importantes e influentes setores da Igreja Católica que o acompanha desde a época de sua militância no sindicalismo. É a mesma Igreja que se posicionou contra a Ditadura, protegendo perseguidos do regime militar e criticando o sistema de escolha indireta dos governantes.
Seria o caso de se questionar: se entidades e classes produtoras elegem seus representantes em defesa de seus direitos, porque a Igreja não pode trilhar o mesmo caminho? Poder, Deus e fé caminham juntos desde a época de Cristo. Claro que os excessos estão acontecendo a céu aberto, mas a opinião pública há que distinguir ou separar funções. Quem garante que o bispo paraguaio, apesar das boas intenções, será um bom governante? Que garantia há que todos os fieis votarão no seu pastor ou no candidato por ele indicado?
Convenhamos: é muito melhor que tenhamos candidatos com algum tipo de comprometimento com a Igreja, do que o absurdo anunciado recentemente, onde o famigerado PCC pretende patrocinar candidaturas nas próximas eleições.
Neste cenário, é importante o papel da mídia em esclarecer, orientar, criticar e denunciar aqueles que pretendem usar a religião para fins ilícitos, inclusive vantagem pessoal. O caso do ex-bispo Rodrigues, que renunciou ao mandato na Câmara Federal, é um bom exemplo de religioso picareta desmascarado.


Manoel Afonso
Comentarista da TV. Record-MS



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)