Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/10/2008 11:54

Manoel Afonso escreve: Eleições 2.010-Cassilândia orfã?

Manoel Afonso

Apenas para refrescar a memória: em 1986 lideramos a campanha “Paranaíba nunca mais!” Mas o prefeito da época abraçou a candidatura de Akira e a cidade não elegeu seu representante. Caso de se perguntar: o que ligaria Cassilândia a Três Lagôas além da Viação São Luiz? Impressionante, após tantos anos voltamos à mesma encruzilhada
Com seu colégio eleitoral praticamente estagnado nestes últimos anos, a cidade já aparece no mapa político como alvo certo de partilha das lideranças de partidos diversos. É a velha tese sempre atual: quanto mais dividida a cidade – mais fragilizada e mais fácil de ser conquistada pelos candidatos pára-quedistas (oportunistas).
Aqui nos bastidores do poder, já começo a ouvir referências e notícias nada animadoras quanto ao papel de Cassilândia no contexto político da região nas próximas eleições. E não é preciso ser especialista no assunto para se concluir que a situação chega a ser pior que em 1986. Hoje, a cidade está espremida entre os interesses políticos de Paranaíba, Chapadão e pasmem, até de Costa Rica!
Lideranças de várias siglas partidárias destas cidades e da capital, certamente já contam também com o apoio antecipado, como cabos eleitorais, dos futuros vereadores abrigados em seus respectivos partidos. Aliás, não seria a primeira e nem a última vez, que os vereadores – defensores do município – em tese - simplesmente priorizam as vantagens pessoais em prejuízo aos interesses da comunidade. É o velho jogo amparado na Lei de Jerson.
Seria o caso de se contestar essa tese questionando: as entidades, as forças vivas de Cassilândia, ficarão de braços cruzados diante da iminência da continuidade desta orfandade representativa? A fragilidade da cidade está exposta à exemplo da diversidade dos interesses políticos. Uns por fidelidade ao seu partido, senador, senadora ou deputado; outros por mágoa, questões pessoais e por aí afora.
Ao bem intencionado futuro prefeito, além das ações que já desenvolve em busca de investimentos, seria de bom alvitre que não ignorasse essa realidade preocupante: o que é bom para as outras cidades vizinhas pode ser prejudicial para Cassilândia. É a lei da concorrência. O passado tem mostrado isso.

Manoel Afonso

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)