Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/12/2008 09:43

Manoel Afonso: Equipe & sucesso na administração pública

Manoel Afonso

Ao escolher sua equipe Barack Obama contrariou Maquiavel aplicando o ditado: “mantenha os amigos por perto e os inimigos mais perto ainda”. Obama neutralizou a habilidade dos Clintons, aproveitou gente que serve ao atual Governo, desviando assim a mira dos canhões para ele apontados e obtendo ganho de fôlego inicial.
A postura do presidente eleito dos “States” é um exemplo de sabedoria política que deve sinalizar o rumo dos futuros prefeitos, independentemente de partido, importância econômica ou eleitoral da cidade. O raciocínio é simples e as razões são obvias. Vejamos:
Qualquer candidato vitorioso logo após as eleições passa a ter menos eleitores à medida que não consegue atender os esperados pedidos de espaço e aproveitamento na sua equipe. É o inevitável desencanto de eleitores, líderes e gente de partidos apoiadores que adotam antecipadamente o discurso crítico ou do pessimismo.
Aos futuros prefeitos continua assegurado o direito líquido e certo de não abrir mão da escolha pessoal de dois colaboradores: os secretários da administração e das finanças. Os demais cargos podem ser objetos de negociação política, desde que seja proveitosa para a administração.
Claro que o prefeito deverá saber escolher os nomes destes colaboradores: devem ter notório prestígio no grupo ou partido a fim de que a repercussão também junto à opinião pública seja positiva, compensando inclusive as perdas de antigos partidários descontentes.
Com uma equipe eclética, oxigenada, o prefeito terá dividendos em duas frentes: passará a contar com sustentação política e como ocorrerá com o novo presidente dos Estados Unidos, ganhará imprescindível fôlego para os primeiros meses de administração.
Montar uma equipe de governo onde todos seus membros tenham o carimbo do prefeito é perigoso e atrai o desgaste natural. Dividir responsabilidades, sem que o “comandante” não abra mão de segurar o leme do barco é uma postura simpática, moderna e rentável politicamente.
No arremate, a pergunta: se Lula tivesse optado por um ministério só com gente do PT – abrindo mão por exemplo da capacidade de Henrique Meireles, teria conseguido o mesmo êxito?


MANOEL AFONSO
Comentarista da TV.Record-MS
mcritica@terra.com.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)