Cassilândia, Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018

Últimas Notícias

16/02/2018 12:30

Manoel Afonso - Eleições: só falta combinar com o eleitor

Redação
Manoel Afonso - Eleições: só falta combinar com o eleitor

FACADAS Sergio Longen (Fiems), Famassul e agora a OAB-MS manifestando contra o projeto do TJ-MS na Assembleia Legislativa prevendo aumentos de taxas diversas de serviços cartoriais. Em ano eleitoral é bom que os deputados se cuidem! O mesmo lembrete vale para a OAB que ‘curiosamente’ se calou sobre o tal auxílio moradia do Poder Judiciário. Como se diz na Espanha: “valientes, pero no muy”. Ah! Entendi.

DUAS VITÓRIAS do deputado Jr. Mochi (MDB). A FETEMS reconheceu o erro ao incluí-la na lista dos favoráveis a reforma da previdência. Ora! Ao presidente da Casa só o voto de minerva. E o STF, pela ministra Carmem Lúcia, referendou projeto do nosso deputado obrigando os planos de saúde a informarem o consumidor sobre os casos fora
de cobertura. A ADIN da ‘União Nacional das Instituições de autogestão em Saúde foi julgada improcedente.

WILSON MARTINS Após ex-prefeito Lúdio Coelho (PSDB) e o ex-governador Pedro Pedrossian ele foi mais um dos políticos veteranos que nos deixa com o currículo iniciado no Mato Grosso uno. Agora a família Martins tem no engenheiro agrônomo Celso Martins - na Delegacia do Ministério da Agricultura – o seu único membro no
contexto político.

PETISTAS Independentemente do que possa ocorrer com o futuro político do ex-presidente Lula, eles devem marchar unidos nas eleições estaduais. Aí pergunto: com quem ficarão num eventual 2º turno? Mais de 200 mil votos que terão peso na decisão. Aí as lideranças petistas serão cortejadas pelos outros candidatos daqui pra frente.

VEJAMOS: O deputado Zeca do PT tem boa interlocução com o Parque dos Poderes, mas não garantiria apoio total no 2º turno pelas restrições ao PSDB em nível nacional e a independência do eleitor petista que também leva em conta o fator ideológico. Se o outro finalista for o juiz Odilon (PDT), a tendência é que ele seja o receptor desse voto.

FRAQUEZA? Para um ex-deputado as recentes declarações de Puccinelli sinalizando que pretende concretizar um ‘acordão’ com Reinaldo e Odilon é demonstração de falta de confiança em seu potencial. Sob o ponto de vista psicológico – aos olhos do eleitor – a afirmação tem procedência, sinaliza temor e é reflexo do que mostram as pesquisas.

ANDRÉ X REINALDO Na capital a rixa é menos radical do que nas cidades onde há apenas 2 grupos: do prefeito e oposição. Lá a prioridade é o poder local. O eleitor é apaixonado, passional, focado nas eleições municipais Se o seu candidato a governador ficar fora do 2º turno, poderá votar em outro nome (3ª. via) para não fortalecer o grupo
local adversário no pleito de 2020.

SIDROLÂNDIA é só mais um caso. O ex-prefeito Daltro Fiuza (MDB), suplente de deputado estadual e o ex-prefeito e deputado estadual Enelvo Felini (PSDB) rivais históricos teria dificuldades de subir juntos num palanque. Sobre essa hipótese, Enelvo não me escondeu a realidade interiorana, menos pragmática do que na capital.

OS DEPUTADOS Mochi (MDB), Barbosinha (PSB) e Beto Pereira (PSDB) também tem autoridade para falar sobre o tema porque são do interior, onde vivem a realidade. Todos eles, cada qual com sua visão, admitiram dificuldades de palanque em suas cidades no caso de 2º turno sem a presença do ex-governador Puccinelli (MDB).

FORTALECIDO Contrariando as previsões, o deputado Barbozinha (PSB) passou com voto de louvor pela Secretária de Justiça. Repetiu a conduta que teve à frente da Sanesul como gestor. Senti o parlamentar afinado com o governador Reinaldo. Trata-se de um político interiorano com visão abrangente, muito bem preparado. Vai longe!

NO INTERIOR a identidade política conta muito. Lá o MDB tem representação forte em todas cidades. Mas é uma faca de dois gumes. Se o ex-governador André ficar fora do 2º turno, já se questiona: seus eleitores votariam no candidato do PSDB ou no candidato do PDT- por representar perigo menor para as eleições municipais?

TENDÊNCIA Depois das últimas pesquisas eleitorais com números próximos, sente-se na Assembleia Legislativa esse clima de cumplicidade entre os deputados da base que sustenta o Governo. Os deputados do PMDB temem ficar em desvantagem e cada qual sutilmente invoca um motivo para seu parecer favorável à união com o PSDB.

TESES não faltam. Fala-se por exemplo que o MDB poderia indicar o candidato a vice governador ( de Dourados) e dois postulantes ao Senado (André e Moka?) na chapa do governador Reinaldo. Mas o MDB poderá perder esse poder de barganha caso as novas pesquisas mostrem que André continua a perder pontos e o fôlego.

LIÇÕES: No Mato Grosso em 1994 - Dante de Oliveira (PDT) chegou ao governo graças a rejeição das bases eleitorais ao acordo entre Julio Campos e Carlos Bezerra, adversários notórios. Em Campo Grande (2012) Alcides Bernal (PP) venceu Edson Giroto (PR) imposto por Puccinelli (MDB) contra as pesquisas e a voz das ruas.

MEMÓRIA: Pedrossian, Marcelo Miranda, Puccinelli e Reinaldo vieram do interior, de onde trouxeram o estilo. Antes deles - José Fragelli – de Aquidauana – marcara presença no Mato Grosso uno. Wilson B. Martins – embora nascido em Rio Brilhante formatou-se politicamente na capital - cosmopolita para a época.

PAREDÃO? Observadores de plantão entendem que o quadro eleitoral mostrado nas pesquisas será revertido: abertas as baterias contra o candidato Odilon (PDT) viria odesgaste dele. Pelo sim – pelo não – é preciso cuidado sob pena de colocá-lo como vítima. Menos críticas e mais propostas. A vitimização tem muita força eleitoral.

VITIMIZAÇÃO Pode acabar dando o mote do discurso ao candidato agredido. O PT por exemplo – ataca nesta frente após a condenação do ex-presidente Lula. Mas nem sempre o resultado será igual: dependerá das circunstâncias e personagens envolvidos. Entendo uma opção perigosa, um ‘boomerang’ que pode voltar contra o agressor.

UMBERTO ECO: “A internet é um mundo selvagem, perigoso. A imensa quantidade de coisas que circula é pior que a falta de informação. O excesso de informação provoca amnésia. Informação demais faz mal. Quando não lembramos o que aprendemos ficamos parecidos com animais. Conhecer é cortar, é selecionar.”

PESQUISAS Sem elas, eleição é igual festa de aniversário sem o ‘parabéns pra voce’. Difícil não se deixar tentar pela sua leitura. Lembra o cidadão da primeira fila à espera pela retirada da última peça no espetáculo de ‘streap- tease’. Ora! A expectativa alimenta o sonho no ‘streap´’ e do eleitor pelas eleições. Quanto mais pesquisas
melhor; agitam o cenário e aguçam os debates.

A DENSIDADE eleitoral na capital é importante. Fiquem atentos a Rose Modesto (PSDB) e Fabio Trad (PSD), postulantes à Câmara Federal. Ela foi brilhante como candidata a vereadora: 7.536 votos em 2008 e 10.813 votos em 2012. Ele obteve o 1º lugar em Campo Grande com mais de 57 mil votos em 2010 e 41 mil votos em 2010 (2º lugar), atrás de Zeca do PT ( 43 mil votos).

PONTO FINAL Passada a ressaca, sem serpentinas e confetes, as lideranças políticas começam a definir os rumos das candidaturas e campanhas. É o velho jogo procurando somar – tudo pelo poder. Entre os postulantes a mesma característica do animal político que é o homem. Você – perceberá a diferença até pela atenção, sorrisos que lhe serão endereçados. Faz parte.Sem política a vida seria sem graça – como dançar com a irmã.

“O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação” ( Oscar Wilde)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Terça, 11 de Dezembro de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)